HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Cineclube Apropriarte & Chá-de-Lima da Pérsia apresentam: “O Dia em que me Tornei Mulher”

NÃO PERCA, O ÚLTIMO CINE CLUBE APROPRIARTE EM PARCERIA COM O CHÁ-DE-LIMA DA PÉRSIA DE 2018!

Você está convidado para uma sessão especial com a exibição do filme: “O Dia em que me Tornei Mulher”. 

Na ilha Kish, no sul do Irã, três mulheres, de diferentes gerações, enfrentam imposições familiares, religiosas e sociais. A primeira delas é Hava, uma menina de nove anos, que no dia do seu aniversário, é proibida pela mãe de sair de casa, pois está se tornando mulher. A segunda é Ahoo, uma jovem que está participando de uma corrida de bicicletas, e que durante o trajeto, é perseguida por seus familiares que o consideram o esporte um gesto pecaminoso. A terceira é Hoora, uma senhora de cadeira de rodas, que ao chegar no aeroporto da ilha, se aventura comprando tudo aquilo que nunca pôde ter na vida e pede ajuda aos meninos da ilha para transportarem sua carga. 

"O Dia em que me Tornei Mulher" (2000), é um trabalho primoroso e ousado da diretora Marzieh Meshkini, que aborda a diversidade étnica, os desafios das mulheres iranianas e a passagem entre as gerações de forma poética, com uma boa medida de drama e bom humor. 

Após a sessão haverá roda de conversa mediada por Janaina Elias, autora do blog Chá-de-Lima da Pérsia e sorteio de um brinde. 


CINECLUBE APROPRIARTE: “O DIA EM QUE ME TORNEI MULHER” 
⛳ ONDE: Rua Doutor Homem de Melo, 961 - Perdizes - São Paulo/SP (ver mapa)
📅 QUANDO: 07/12/18 - 19h30 
🎫 CONTRIBUIÇÃO: R$ 10,00


Jogos e brincadeiras de rua populares no Irã

Crianças iranianas também jogam bolinhas de gude

Salam amigos! Cada cultura tem suas brincadeiras preferidas e em um país tão vasto e antigo como do Irã, com sua variedade de climas e estilos de vida, encontramos também jogos e brincadeiras muito diversificados. Muitos destes, com uma pequena variação ou nomes diferentes são jogados em várias partes do Irã. 

Na antiga Pérsia, entre as famílias mais ricas, os pais geralmente ensinavam equitação, tiro e jogo de pólo para seus filhos. Até os tempos modernos, os jogos  entre os bairros eram importantes em termos de socialização e desenvolvimento psicológico. Com a modernização e industrialização,  mudanças radicais surgiram em todo o mundo, inclusive no Irã, fazendo com que muitos pais e filhos perdessem seu interesse pelas antigas tradições. Porém, mesmo com a grande disponibilidade de jogos eletrônicos modernos, as brincadeiras tradicionais ainda possuem um papel importante na cultura iraniana. 

Ao todo, existem cerca de 2.500 jogos registrados no Irã. Alguns desses jogos são encontrados em várias outras culturas ao redor mundo, e por isso são familiares para nós. Vamos conhecer alguns exemplos de jogos populares entre as crianças iranianas: 

1) "Flor, flor, qual é a flor?": Este jogo é tradicional da província de Sistan e Baluchistão, sudeste do Irã):
Duas pessoas são escolhidas como chefes de duas equipes de cinco pessoas.  Os chefes das equipes escolhem o nome de uma flor sem que os outros participantes saibam. Então, eles perguntam aos membros de sua própria equipe um de cada vez: "Flor, flor, qual é a  flor?" Os jogadores devem tentar adivinhar o nomes da flor escolhida pelo chefe de sua equipe. A equipe vencedora  será aquela cujo membro acertou a resposta. Os membros da equipe perdedora devem pagar um "castigo" que os membros da equipe vencedora escolherem.

Meninas da província de Sistan Baluchistan jogando futebol
2) Tacada no gato: Este jogo possui diversas formas de jogar, de preferência em um campo ou grande espaço aberto. Cada jogador tem um bastão longo e um bastão curto (o gato). O objetivo é arremessar o bastão curto que está  no chão no ar, com uma tacada do bastão longo até uma linha de chegada. Cada jogador tem direito a três tacadas até alcançar a linha de chegada, e se não consegue acertar dá seu lugar ao próximo jogador.

3) "Acertar a cabeça" (bolinhas de gude):  Existem também várias versões deste jogo. As bolinhas são dispostas lado a lado. Com as bolinhas restantes,  pergunta-se a um dos  jogadores: "Qual cabeça será atingida, a cabeça direita ou a cabeça esquerda?" Se ele acertar a "cabeça" no lado que falou, recebe uma bolinha de recompensa , mas se a cabeça não for atingida, terá que tentar acertar na próxima jogada. 

Crianças jogando bola na praça Naghshe Jahan, em Isfahan
4) Solte o lenço:  Essa brincadeira é a mesma que o nosso famoso "corre-cotia". As crianças se sentam em um círculo e uma delas passa pelas costas de todas segurando um lenço. Por fim, ela deixa cair o lenço atrás de uma das crianças e corre. A criança atrás de quem o lenço é deixado tem que tentar pegar quem jogou o lenço e tomar o seu lugar.

5) Mata-mata: Uma versão da nossa popular "queimada". As crianças são divididas em dois grupos iguais. O atirador de cada equipe tenta acertar os da equipe adversária com uma bola. Quem for atingido pela bola sai do jogo. Se um dos membros da equipe conseguir segurar a bola, ele ganhará uma "vida extra" que pode usar para si mesmo doá-la para um dos amigos que foi atingido no jogo entrar novamente. 


6) Amarelinha: A amarelinha também é um jogo muito popular entre as crianças iranianas.Os números de 1 a 10 são escritos nos quadrados desenhados no chão com giz (nesta versão não tem a casa do "céu"). O jogador joga uma pedra em um dos quadrados e pula cada casa até chegar ao número 10, alternando entre  um pé e dois pés. A  pedra deve ser arrastada com um pé para outra casa. Se a pedra sair da linha ou o jogador pisar na linha, tem que passar a vez para o outro.

Um estilo de amarelinha das crianças iranianas
7)Tapa na mão: este é um jogo ótimo para testar o reflexo. Um jogador abre as mãos e o outro coloca as mãos sobre elas. Aquele que está com as mãos por cima tenta dar um tapa na mão do que está por baixo e aquele que perder fica no chão de bruços. 


8) Quente e frio: De olhos fechados o jogador tenta encontrar um objeto colocado a uma certa distância dele. Os outros jogadores usam a palavra "quente" quando ele se aproxima do objeto, e "frio" quando se afasta, direcionando-o. Quando o jogador encontrar o objeto a brincadeira continua com o próximo.

Crianças iranianas brincando de pular corda em uma vilarejo 
9) Jogo da lista: É uma versão do nosso já conhecido "stop" jogado com papel e caneta. Os títulos de nome, cidade, fruta, planta, artista etc. são escritos no papel. As letras são determinadas em ordem alfabética e todas são escritas por ordem. Aquele que escrever mais nomes diferentes de cada categoria com todas as letras ganha mais pontos e ganha o jogo.


10) De orelha a orelha: uma versão do nosso "telefone sem fio". As crianças se sentam uma ao lado uma da outra. A primeira criança diz uma palavra para a próxima  que então sussurra o que ouve no ouvido do outro. A palavra é entregue até a última pessoa. A última criança grita o que ouve. Se a palavra estiver correta ela, passa para o começo da fila, mas se estiver errada, o jogo continua.

E você, já brincou de alguma dessas brincadeiras em sua infância? Conte nos comentários! 

(Adaptado de Destination Iran e Iran Daily)


Kotlet persa: práticos e deliciosos para qualquer ocasião


Salam amigos! Já pensaram em uma receitinha bem fácil e gostosa para esse feriado? A minha sugestão de hoje é o Kotlet persa! Bolinhos fritos de carne e batata, crocantes por fora e macios por dentro. Este é um daqueles pratos que podem ser servidos quentes ou frios, em casa ou em um piquenique. O preparo é relativamente simples, permite várias adaptações e rende várias porções!

 Ingredientes: 

1 kg de carne moída
1/5 kg de batatas
2 ovos
1 cebola
1/2 colher de chá de açafrão
1 colher e meia de sopa advieh (pode-se usar tempero sírio)
farinha de rosca
sal e pimenta
óleo vegetal

 Modo de preparo: 

1- Coloque as batatas em uma panela, cubra com água fria, adicione um pouco de sal e cozinhe até que fiquem bem macias.

2- Uma vez que as batatas estejam prontas, retire a casca e amasse com um espremedor de batatas. 

3- Coloque açafrão, advieh (ou tempero sírio), sal e pimenta em uma batedeira, adicione os ovos e misture bem.

4- Em seguida, adicione as batatas e a cebola ralada. Bata bem e em seguida, acrescente a carne moída e sal a gosto.  Bata bem até obter uma mistura bem homogênea.

5- Pegue uma pequena quantidade da massa e faça pequenas bolinhas. Em seguida, achate a massa para que os bolinhos fiquem em forma de gota. Os kotlets (bolinhos) não devem ser nem muito grossos e nem muito finos. 

6- Em um prato, passe os kotlets pela farinha de rosca até cobri-los completamente.

7- Aqueça um pouco de óleo vegetal em uma panela antiaderente. Frite-os bolinhos aos poucos até ficarem dourados e crocantes por fora. 

8 -  Ao retirar da frigideira, coloque os bolinhos sobre um papel absorvente para retirar o excesso de óleo.

DICA
  • Você pode servir os Kotlet com verduras frescas como agrião, alface, tomate e picles ou preparar um delicioso lanche com estes mesmos ingredientes pão sírio, pão folha, ou qualquer outro pão que você preferir.

Espero que gostem da receita! E se você já preparou e tem outras sugestões, deixe também um comentário! Noshe jan (bom apetite)! 



Aulinha de Persa 21 - Gramática: Artigo Definido e Indefinido


Salam amigos! Sejam bem-vindos à mais uma aulinha de persa. Hoje dando sequência as noções de gramática, vamos aprender como usar o artigo definido e o artigo indefinido.

ARTIGO DEFINIDO 

• O artigo definido indica que um substantivo é conhecido ou familiar para o interlocutor. Em português, os artigos definidos são: o, a, os, as (masculino e feminino, singular e plural). Porém, não há artigo definido em persa, assim o substantivo, seja qual for o gênero e número, quando escrito sozinho já é considerado definido. 

Exemplos:

ماشین /mâshin/ – (o) carro 

درخت /derakht/ - (a) árvore 

کتاب ها /ketâbhâ/ – (os) livros 

خانه ها /khanehâ/ – (as) casas 

Exemplos de frases:

آسمان ساف بود 

/Âsemân sâf bud/ 

O céu estava claro. 


دختر و پسر در مدرسه هستند 

/Dokhtar va pesar dar madreseh hastand/ 

A menina e o menino estão na escola. 


ARTIGO INDEFINIDO

• O artigo indefinido indica que um substantivo é impreciso ou desconhecido para o interlocutor. Em português os artigos indefinidos são: (um, uma, uns, umas). Em persa, o artigo indefinido é indicado pela particula i (yi após vogais) no final do substantivo. 

• Utiliza-se também na forma o numeral “um”, em persa yek  (no persa falado, a forma abreviada ye) para indicar o artigo indefinido quando no singular em ambos os gêneros.

Exemplos:

ماشینی /mâshin-i/– um carro 

درختی /derâkht-i/ – uma árvore 

کتاب های /ketabhâ-yi/ – uns livros 

خانه های /khanehâ-yi/ – umas casas 


Exemplos de frases:
کمی فرسی میدانم 

/Kam-i fârsi midânam/ 

Eu sei um pouco de persa. 


مردهای در خیابان دیدم 

/Mardhâ-yi dar khyabân didam/ 

Eu vi uns homens na rua. 


یک پیراهن سبزیی در بازار خریدم  

/Yek Pirohân-e sabzi dar bazar kharidam/ 

Eu comprei uma camisa verde no bazar. 


Por hoje é só! Se tiver alguma dúvida é só deixar nos comentários! 

Até a próxima aulinha de persa! Khoda hafez!