HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Fotógrafa italiana revela um cotidiano intimista e poético do Irã

Duas mulheres no café Naderi em Teerã (Francesca Manolino)
Na grande maioria das vezes, quando vemos fotos do Irã na mídia, estas estão associadas a um viés político ou, quando raramente mostram o cotidiano do povo não vão além dos clichês das mulheres de véu e homens de barba e turbante caminhando com austeridade por ruas cinzentas. Para desmistificar este estereótipo, a fotógrafa italiana Francesca Manolino apresenta um belíssimo ensaio que revela de forma calma, intimista e poética, suas impressões de viagem ao Irã. 
A fotógrafa se inspirou a visitar o Irã há 10 anos atrás, quando assistiu o filme Persépolis. Tendo estudado antropologia na universidade, a caligrafia persa a fascinava, e durante seu mestrado em fotografia, ela conheceu o trabalho da artista vistual iraniana Shirin Neshat. E por fim, ela começou a seguir o trabalho de vários fotógrafos iranianos que a inspiravam no Instagram. 
Quando Francesca finalmente visitou o Irã, ela acabou por fotografar algumas dessas pessoas que tinha conhecido por meio do Instagram. Apenas duas horas após aterrisar em Teerã, seu primeiro encontro foi com a estudante Sahba, que a convidou como hóspede em sua casa no norte da capital iraniana.
Por nunca ter visitado o Irã antes, a fotógrafa buscava encontrar uma realidade diferente daquela que a mídia mostra. Antes de chegar ao país ela se perguntava se as pessoas se deixariam fotografar, ou se teria problemas com a polícia moral. Embora o ensaio tenha sido feito somente na capital Teerã, Francesca afirma que apesar da rígida censura no país, jamais encontrou jovens tão cultas e inteligentes quanto as iranianas. 

A cidade de Irã vista do alto da Torre Milad 

Sahba, 19, estudante de literatura inglesa. Mudou-se sozinha para Teerã para estudar

As jovens Elham e Mohadese curtem a neve no alto da montanha Tochal

Negar, 20, apaixonada por cinema. É fã de Pasolini e Tarkovski

Condomínio Apadana, em Teerã, onde jovens Instagramers adoram fotografar

Uma jovem artista com sua pintura finalizada

Dois jovens diante da Torre Azadi em Teerã

Leyla, 24, designer gráfica e fotógrafa, na livraria Hanooz, onde os iranianos adoram comprar livros, revistas  e CDs 

Ponto de táxi, próximo da praça Azadi em Teerã

Melika, 20, desenha no quadro negro após sua aula de pintura

Sahba, no Museu de Arte Contemporânea de Teerã, diante de um quadro de Mark Rothko

Final da tarde em Teerã

Adaptado de The Washington Post


Adoce o chá com seu comentário!

Postar um comentário