HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Rio 2016 - Resumo Paralímpico da Pérsia

Lá vem o mascote Tom, com a bandeira do Irã! 
Salam amigos! Este domingo nos despedimos dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Infelizmente não pude acompanhar com mais pontualidade as notícias, mas como é o costume do Chá-de-Lima da Pérsia, vamos  recordar os melhores momentos do Irã neste evento tão especial, onde os seres humanos mostram sua capacidade de exceder quaisquer barreiras e vencer no esporte independente de suas limitações físicas!  

Resultados

Nesta edição das Paraolimpíadas, uma delegação de 110 atletas do Irã competiu em 15 modalidades. O país conquistou ao todo 24 medalhas: 8 de ouro, 9 de prata e 7 de bronze, ficando em 15º lugar na classificação geral (o Brasil ficou em 8º lugar). Não é um resultado incrível?

Um pouco de história 

Desde Seul, em 1988, o Irã acumulou 112 medalhas (47 de ouro, 28 de prata e 37 de bronze) em sete jogos. Em Londres, em 2012, Zahra Nemati (que também competiu pelos Jogos Olímpicos este ano) tornou-se a primeira atleta do tiro com arco do Irã a ganhar o ouro.

Conheça os medalhistas Paralímpicos do Irã

 OURO

Da esq. para a dir.: Gholamreza Rahimi (tiro com arco recurvo); o time  de voleibol sentado com destaque para o imbatível gigante Morteza Mehrzad; Farzin Majid (halterofilismo acima de 80kg; o homem mais forte do mundo Siamand Rahman (halterofilismo acima de 107kg); Mohammad Khalvandi (atletismo lançamento de dardo); Sareh Javanmardi que foi ouro em 2 categorias do tiro esportivo; e a incrível Zahra Nemati (tiro com arco recurvo). 

 PRATA

Da esq. para a dir.: Abdollah Heidari Til (atletismo lançamento de dardo); equipe de Futebol de 5
Saman Pakbaz (atletismo, arremesso de peso); Alireza Ghaleh Nasseri ( atletismo, lançamento de disco); equipe de Futebol de 7; Sajad Nikparast (atletismo, lançamento de dardo); equipe mista de tiro com arco; Sajad Mohammadian  e Hamed Amiri (atletismo, lançamento de peso).

 BRONZE


Da esq. para a dir.: Peyman Nasiri Bazanjani (atletismo, 1500m rasos); Assadollah Azimi e Javad Ehsani Shakib (atletismo, arremesso de peso); Mohsen Kaedi e Javad Hardani (atletismo, lançamento de dardo); Ali Sadeghzadeh (halterofilismo, até 107 kg); Ebrahim Ranjbar (tiro com arco recurvo). 

Uma triste notícia ...

O adeus ao ciclista Bahman Golbarnezhad
O ciclista iraniano Bahman Golbarnezhad, de 48 anos, morreu no último sábado ao sofrer um grave acidente durante a disputa da prova de estrada das classes C4-5 dos Jogos Paraolímpicos.
O atleta perdeu o controle da bicicleta na Descida do Grumari, área próxima à praia com pequenos penhasco em volta da pista. Segundo técnicos ouvidos pela reportagem do UOL Esporte, os atletas atingem velocidades de até 65 km/h no trecho. Golbarnezhad se chocou contra uma mureta, voou de sua bicicleta e acertou o solo de cabeça.
O comitê paraolímpico do Irã confirmou a morte às 16h40. "Bahman era um atleta paraolímpico exemplar, que competia com amor e uma energia inextinguível para promover o nome da República Islâmica do Irã. Seu esforço nesse sentido nunca cessou. O povo do Irã está comovido com a tragédia e expressa suas condolências à família", diz o comunicado (em tradução livre).

E assim nos despedimos dos Jogos Paralímpicos Rio 2016, onde cada atleta deixou um pouco de sua história e abriram os horizintes para  muitas conquistas no futuro. Espero que tenham gostado do post! Khoda hafez! 


Adoce o chá com seu comentário!

Postar um comentário