HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Atrizes iranianas: Golshifteh Farahani

Golshifteh Farahani 
Golshifteh Farahani,  já foi vocalista de uma banda de rock underground e atualmente segue como uma das poucas atrizes iranianas com reconhecimento internacional.  Nascida em 1983 em Teerã, seu nome verdadeiro é Rahavard Farahani. Ela é filha do ator e diretor de teatro  Behzad Farahani e da pintora Fahimeh Rahim Nia, e sua irmã é a atriz Shaghayegh Farahani. Golshifteh, começou sua carreira estudando música e tocando piano aos 5 anos de idade, mais tarde ingressando no conservatório de Teerã. Aos 14 anos, foi escolhida para o papel principal no filme The Pear Tree do diretor Dariush Mehrjui, tendo ganhado o  Crystal Roc de Melhor Atriz no 16º Festival Internacional de Cinema de Fajr em Teerã.
Golshifteh atuou em mais de 25 filmes, muitos dos quais tiveram reconhecimento internacional. Em anos recentes ela atuou nos filmes de alguns dos mais aclamados diretores iranianos e estrangeiros, entre eles Baba Aziz (2004), do diretor tunisiano Nacer Khemir,  O Tocador de Santur de Dariush Mehrjui, Antes da Lua Cheia (2006), de Bahman Ghobadi e M de Mãe (2007) de Rasool Mollagholipoor.
Após sua atuação no filme americano Rede de Mentiras (2008), ela  supostamente tinha sido impedida pelas autoridades iranianas de deixar o Irã.  No entanto, isto foi negado por seus colegas e ela mais tarde apareceu na estréia do filme nos EUA com os cabelos à mostra e ombros desnudos. A última atuação de Golshifteh no Irã foi no filme Procurando Elly (2009) dirigido por  Asghar Farhadi que ganhou o Urso de Prata no Festival Internacional de Cinema em Berlim.
Em janeiro de 2012, foi noticiado que Golshifteh não poderia mais voltar para seu país após uma série de fotos nua na revista francesa Madame Figaro, numa manifestação contra a repressão às mulheres. Ela também apareceu com os seios à mostra em um curta de Jean-Baptiste Mondino intitulado Corpos e Almas, aumentando ainda mais a polêmica em torno de sua já controvertida figura. O jornal britânico Daily Telegraph noticiou que o governo do Irã omitiu oficialmente uma nota de repúdio ao comportamento da atriz. 
Atualmente Golshifteh vive em Paris, na França e é casada com o diretor franco-iraniano Amin Mahdavi tendo feito trabalhos em parceria com o músico iraniano Mohsen Namjoo e de diretores como Marjani Satrapi, ambos iranianos exilados.
Suas atuações mais recentes foram em Êxodo: Deuses e Reis, dirigido por Ridley Scott e "118 Dias", de John Scott, ambas as produções de 2014. Em 2017 está prevista sua participação em Piratas do Caribe. 

Conheça alguns dos papéis mais marcantes de Golshifteh Farahani no cinema iraniano e internacional: 

Como Niwemang, em Antes da Lua Cheia (2006)
Como Aisha, em Rede de Mentiras (2008)
Como Sepideh em Procurando Elly (2009)
Como Nefertari, em Êxodo: Deuses e Reis (2014)
(Baseado em Wikipedia)


Adoce o chá com seu comentário!

Postar um comentário