HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

"Ser feliz" no Irã é um crime?

Jovens iranianos detidos por dançar "Happy"
Salam amigos! O assunto do momento e a  breve detenção no Irã de três rapazes e três moças  que dançavam ao som da música "Happy", um sucesso do americano Pharrell Williams. Em abril, o grupo de jovens iranianos postou na internet a sua versão de "Happy", a exemplo de vários internautas de outras partes do mundo. No vídeo, eles dançam em um apartamento, na rua e sobre vários terraços da capital, Teerã. As jovens não usam o véu e o mantô, trajes obrigatórios no país.
A Polícia de Teerã localizou o grupo e anunciou sua detenção na terça-feira pelo fato de terem 'ofendido a castidade do povo', antes de liberá-los após o pagamento de fiança. Nas redes sociais, muitos iranianos protestaram e alguns se perguntavam se "ser feliz no Irã é um crime". O próprio Williams criticou as detenções, afirmando que "é mais do que triste que esses garotos tenham sido detidos por tentarem espalhar a felicidade".
O tema das liberdades públicas está no centro dos debates desde a chegada de Hassan Rohani à Presidência, em junho de 2013, em um país onde as autoridades vasculham a internet e bloqueiam com frequência o acesso a redes sociais. No entanto, o Irã, que conta com mais de 30 milhões de usuários da internet, é um dos países do Oriente Médio com maior número de pessoas conectadas. Além disso, mais de 55% da população (77 milhões de habitantes) tem menos de 30 anos.
Em março, o guia supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, advertiu que uma possível 'invasão' de valores culturais do ocidente ameaça a República Islâmica. Já Rohani afirmou na semana passada que a internet deve ser 'uma oportunidade para facilitar a comunicação, melhorar a eficácia e criar empregos'. Sua conta no Twitter, provavelmente administrada por um assessor próximo, também enviou uma mensagem de apoio aos jovens fãs de Pharrell Williams. "A felicidade é um direito de nosso povo. Não deveríamos ser tão severos diante de condutas provocadas pela alegria", indica a conta, que retoma declarações de Rohani pouco depois de sua eleição à Presidência.
Em outras oportunidades, as autoridades deram mostras de alguma indulgência com condutas que a República Islâmica poderia punir em outras épocas. Em junho de 2013, a polícia não impediu que milhões de iranianos saíssem as ruas, dançando e cantando durante horas para festejar a classificação da equipe nacional para a Copa do Mundo do Brasil. Naquele momento, Khamenei também agradeceu à seleção de futebol por dar 'felicidade' aos iranianos.
De acordo com um diplomata ocidental radicado em Teerã que pediu para não ser identificado, a rápida detenção dos jovens que dançavam no vídeo é uma mensagem de compreensão para a juventude."O regime mostra que é capaz de entender a juventude que precisa mostrar alegria", considerou. Dessa forma, protege os valores da República Islâmica, sem ser um Estado policial, afirmou.

>> Veja o vídeo: 


Fonte:G1


6 comentários

  1. Salam, Janaina!
    Ao meu ver é muito complicado, eu como brasileira ja me sinto controlada com a cultura indiana em determinadas situações, fico imaginando viver como as iranianas, pois no caso delas essa limitação de comportamento nao é cultural e sim imposto. Tenho uma amiga virtual que comenta que nao ve a hora de se casar e mudar de país, ela diz amar seu país mas as restriçoes sao muitas, ela disse que assistia um filme e quando chegou a cena de um casamento foi cortada toda a cerimonia!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Star! Ao meu ver , esses jovens só mostraram como os iranianos são de verdade, alegres e espontâneos, mesmo em meio a todas as restrições...Vejo meus amigos iranianos expressarem no facebook todos os dias esse mesmo tipo de atitude com a maior naturalidade, embora dentro de suas casas. A maioria dos jovens realmente quer sair do Irã por causa dessas imposições, apesar de ficarem chocados com a permissividade que existe aqui ocidente.
      Beijos!

      Excluir
  2. Salam Jana! Também acho que esse vídeo é a cara da juventude em si, feliz, alegre e cheia de sonhos, o que não deixa de acontecer no Irã...Tenho amigos iranianos nessa faixa etária e, apesar de felizes, reclamam dessa falta de liberdade que existe lá...Uma pena essas punições mas fico feliz que tenha havido uma "sensibilização" da rigidez de outros tempos...
    Beijos,
    Lívia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Lívia! Alegria é a cara da juventude mesmo. Os jovens iranianos em especial desejam mais liberdade, mas em geral tem um coração muito puro. Desejo que um dia eles possam se expressar sem medo dessas repressões.
      Beijos!

      Excluir
  3. Salam, Jana Jan!
    eles apenas foram detidos, certo? Disseram-me que seriam chicoteados, isso é falso, não? Pois, a internet está causando muita discórdia sobre a Terra, quando pessoas mal-intencionadas espalham boatos, difamações e outras coisas.
    Anteontem, o meu blog foi atacado por hackers, sabia? Fiquei chateada, mas o pessoal técnico do Google deu jeito, Alhamdulillah.
    E, você, quando vem me visitar no Oásis?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan,
      Eu postei essa reportagem justamente porque achei o texto extremamente razoável. Vi em outras reportagens que eles seriam chicoteados, mas desconfio dessas fontes.
      Há um bom tempo eu não acompanho os blogs das minhas queridas amigas, pois tenho andado com a vida meio corrida. Mas fiquei muito feliz que o Google conseguiu resolver o seu problema!
      Seu oásis continua sempre em meu coração!
      Beijos da Pérsia!

      Excluir