HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Qahveh Khanehei, as pinturas das casas de chá

Pintura Qahveh Khanehei representando a qahveh khaneh 
O Qahveh Khanehei é um estilo de pintura iraniana combinado com técnicas europeias (pintura à óleo sobre tela ou paredes). Há cerca de 80 anos, esta arte ganhou popularidade por se distanciar das artes da corte. Artistas desconhecidos que tinham alguma experiência na pintura de azulejos, foram influenciados pela atmosfera e ambientação das qahveh-khanehs (cafeterias ou casas de chá), juntamente com a arte do Shahnameh-Khani (leitura de versos do Shahnameh) a criar pinturas belas e simples nas paredes desses estabelecimentos.
Apesar de não terem formação acadêmica, estes artistas ganharam um lugar de destaque na história da artes iranianas. Mas para  entendermos o que é esta tradicional e genuína arte iraniana, primeiro devemos conhecer melhor o significado das qahveh khanehs. Estes  estabelecimentos históricos abrigam antigas tradições, pensamentos e gostos dos iranianos. Nas qahveh khanehs, leituras poéticas do Shahnameh eram feitas com muito entusiamo e um grande público se reunia para assisti-los. Com características semelhantes ao estilo em miniaturas dos manuscritos persas, essas pinturas serviam como pano de fundo para ilustrar essas histórias que moram no coração do povo iraniano.
Qahveh Khanehei representando o herói Rostam 
Não existem muitos registros da história desse estilo artístico, devido a sua forma presente se manter a mesma de oitenta anos atrás. Mas resquícios de pinturas e  molduras de gesso indicam que alguns exemplares desta arte já existiam nos séc. XVIII e XIX, nos azulejos do palácio Chehel Sotun em Isfahan, que foram feitos durante os reinados de Shah Abbas II e Nader. Porém, enquanto as pinturas palacianas eram inspiradas nos banquetes e feitos da realeza, na arte  Qahveh Khanehei o pintor não usava nenhum modelo e tudo o que era desenhado vinha de sua imaginação. Por esta razão, nenhuma dessas pinturas pode ser considerada um critério para outra. Geralmente os temas são divididos nos seguintes grupos: religiosos, épicos, festivos e amorosos.
Qahveh Khanehei representando cena religiosa da Ashura 
Apesar de ser tratada como uma  pintura puramente imaginária, a arte do Qahveh Khanehei tem muitos princípios estabelecidos. Sua principal característica é a representação das faces, de forma que mesmo em cenas de banquetes ou épicos, o pintor tem o máximo cuidado em representar o rosto de cada personagem. O pintor deste estilo é o primeiro narrador que consciente ou inconscientemente representa os protagonistas ou antagonistas com toda emoção que lhes é devida. Por exemplo, é uma cena de Rostam e Sohrab, a face de Rostam ocupa uma grande parte da pintura e isto mostra a admiração do pintor por seu herói. Enquanto em uma cena religiosa, a face de um inimigo é representada da forma mais horrenda possível. Na pintura Qahveh Khanehei não há limitações de temas e as mãos do pintor são livres para desenhar o que ele desejar.

Qahveh Khanehei representando casamento real 

Baseado em: Iran Chamber Society


Um comentário

  1. Salam Jana!!!
    Assim como toda arquitetura iraniana com seus traços fabulosos, as pinturas das casas de chá também são um show a parte não é?
    Amei o post, que coisa mais linda!!
    Obrigada por postar!!
    Beijos,
    Lívia

    ResponderExcluir