HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Biscoitos Klucheh, a doçura do Norte do Irã

Biscoitos Klucheh de Fuman
Salam amigos! Recebi alguns pedidos para divulgar aqui a receita dos biscoitos Klucheh, que fazem parte da culinária do Norte do Irã e que são preparados geralmente em ocasiões especiais. Os Klucheh mais famosos são os da cidade de Fuman, na província de Gilan. Eu tive a oportunidade de experimentar os melhores Klucheh do Irã na própria cidade de Fuman quando estive em viagem no ano passado. Ah, vocês devem estar se perguntando se são bons mesmo? Imagine um biscoito amanteigado com uns 10 cm de diâmetro, uma massa bem macia e um recheio generoso de nozes e, que aroma gostoso!
Bem, eu não entendo nada de culinária e nunca tentei fazer em casa. Talvez essa receita nem seja exatamente a dos biscoitos originais do Irã, mas eis aqui para quem quiser experimentar:

Biscoitos Klucheh  

Ingredientes:

Massa:
250 g de farinha branca
250 g farinha fermentada
55 ml de leite
55 ml de iogurte natural
85 g de manteiga derretida
2 ovos batidos
1 gema de ovo para pincelar
70 g de açúcar refinado
1 colher de chá de sal
7 g de fermento em pó
1 colher de chá de açúcar
50 ml de água quente
Recheio:
25 g de nozes picadas
25 g de açúcar de confeiteiro
1 colher de chá de canela

Modo de preparo:

1 - Para fazer o recheio: triture as nozes em  um processador de alimentos, adicione o açúcar de confeiteiro e a canela e misture bem. Reserve.
2- Peneire a farinha em uma tigela grande e depois misture o sal. Reserve.
3- Em uma tigela pequena dissolva uma colher de chá  na água morna e salpique o fermento em pó por cima. Cubra com filme plástico e deixe descansar por dez minutos até formar uma espuma.
4- Em outra tigela, adicione a manteiga derretida, o leite, o iogurte e o açúcar e mexa,  e acrescente por último os 2 ovos batidos.  Adicione a espuma de fermento e mexa bem.
5- Faça um buraco na farinha e adicione os outros ingredientes. Agite lentamente trazendo a farinha aos poucos até que ela cubra todos. Coloque em um batedeira e bata por 6 minutos até obter uma massa sedosa e elástica.
6- Unte uma tigela com óleo e coloque a massa. Cubra-a com um pano e deixe crescer em um lugar quente. por  cerca de 1 a 2 horas. Não se preocupe se ela não crescer rapidamente. Quanto mais devagar ela crescer melhor o sabor.
7 - Quando a massa crescer até dobrar de tamanho, retire-a da tigela e sobre uma superfície levemente enfarinhada, amasse-a novamente por alguns minutos.
8- Faça de 10 a 12 bolinhas com a massa e, em seguida, amasse cada uma com um rolo para formar os biscoitos. Coloque uma colher de chá bem cheia do recheio de nozes no centro dos biscoitos, puxe as bordas da massa para cima, embrulhando o recheio e aperte bem para fechar. Vire-os de cabeça para baixo com a juntar por baixo e amasse novamente com o rolo formando discos bem largos.
9- Para fazer os desenhos de em forma de espirais e círculos em cima dos biscoitos, os iranianos utilizam um carimbo de bronze especial. Você pode improvisar usando forminhas de metal com desenhos diferentes. Um dos segredos é pressionar bem forte para que os desenhos não desapareçam quando a massa crescer no forno.
10- Coloque os biscoitos em uma assadeira e pincele com a gema de ovo batida, certificando-se de cobrir as bordas.
11- Deixe assar por 15 a 20 minutos. É importante verificar se estão assando por igual. Eles estão prontos quando tiverem uma bela cor marrom dourada.
12- Desenforme e deixe esfriar. Guarde-os em um pote bem fechado. O ideal é consumir em até 2 dias.


Espero que tenham gostado do post e quem conseguir preparar os biscoitos por favor me chame para provar! Noshe jan! Bon apetit!

(Receita baseada em Fig & Quince )


Bósnia x Irã : O Adeus à Copa!


Salam amigos! O post de hoje vai ser breve porque eu não sou fã de despedidas prolongadas. No entanto infelizmente esta é a última oportunidade para falar da atuação dos bravos guepardos da Pérsia nesta Copa em solo brasileiro. Apesar de terem levado a pior contra os homens de azul da Bósnia-Herzegovina, que como todo mundo já sabe, também não garantiram nada. 
Os gols da Bósnia foram marcados pelo atacante Dzeko, aos 22 minutos do primeiro tempo, e no segundo tempo pelo meia Pjanic, aos 14, e pelo lateral Vrsajevic, aos 38 do segundo tempo. O Irã marcou seu primeiro e único gol nesta copa com Reza Ghoochannejhad, aos 37 do segundo tempo. 
Pelo que me contaram, no estádio fonte Nova em Salvador, teve chuva durante a partida e muita catimba, incluindo bolada no estomago do Shojaei... Infelizmente eu não pude acompanhar a última partida do Irã (o que por um lado foi bom para me poupar do chororô pós jogo), mas como torci escancaradamente pela classificação do Irã nesta primeira fase, vou prestar meu tributo!

Os iranianos não seguraram o ataque supersônico dos bósnios...
Após 2 gols da Bósnia, o iraniano Teymourian esconde a cara...
Reza Ghoochanejhad tira o Irã do 0 e marca o primeiro gol do Irã na Copa...
Mas esperança iraniana acaba com mais um gol da Bósnia em menos de um minuto...
Os guerreiros da Pérsia se desarmam, eliminados da Copa...
>> Haghighi, Dejagah, Montazeri, Nekounam, Shojaei, Teymourian, Ghoochannejad... vamos sentir saudades de vocês!


Irã x Argentina: a queda de braço

O argentino Messi sofre com a marcação do iraniano Ashkan Dejagah
Salam amigos da Pérsia! Quem assistiu ontem ao jogo Irã x Argentina, certamente ficou com o coração na boca. Do pênalti esquecido, passando pelos uhhh quase..., ao fatídico gol de Messi encerrando o sonho da Seleção Iraniana de acabar de igual para igual com um dos favoritos da Copa. Mas verdade seja dita, 9 em cada 10 brasileiros torceram para o Irã ontem, assim como o mundo todo se surpreendeu com a garra dos "Leopardos persas" que seguraram  a "queda de braço" com a força dos lutadores das zurkhanehs
Após o jogo os comentários unânimes dos amigos iranianos eram: " Foi falta de sorte... o Irã poderia ter empatado se o juiz tivesse marcado pênalti na tesourada que o Zabaleta deu no Dejagah!", "A Argentina, só tem o Messi, se tirassem ele, o Irã teria empatado ou até ganhado!" E para não dizer que é puro orgulho persa, os amigos brasileiros também concordaram que: "O Irã sim, jogou como uma equipe..." e "Haghighi voou como um anjo para defender o Irã" e até  mesmo o atacante Ghoochannejad foi mais bem avaliado do que Messi nas enquetes virtuais.  
Segundo o site Uol Esporte, apesar da derrota, os iranianos estão otimistas com sua Seleção e "comemoraram nas ruas do país como se tivessem vencido o Mundial. Em Teerã, capital do Irã, milhares foram às ruas para festejar o jogo. A seleção iraniana ainda tem chances de se classificar para a segunda fase da competição."
Ehsan Hajsafi defendendo bravamente o Irã
Montazeri tentando parar o ataque Argentino
Andranik Teymourian ajudando o Messi a se levantar 
O zagueiro argentino tentando parar Reza  Ghoochannejad 
Uhhh... quase
O goleiro Reza Haghighi voou para defender o Irã...
Mas não foi desta vez...
Na próxima quarta-feira (25/06), o Irã enfrenta Bósnia-Herzegovina às 13:00hs em Salvador. Irã-fanáticos do Brasil, uni-vos e vamos continuar torcendo!


Arash - Iran Iran 2014

Salam amigos! Este é o hino oficial da torcida do Irã em sua nova versão. Para quem não sabe, o Irã quase se classificou para a Copa de 2002, e o cantor Arash já tinha feito sua homenagem ao Time Mellie Iran naquele ano (veja aqui). O novo vídeo sem dúvida ficou maravilhoso mostrando a paixão dos iranianos pelo futebol com o mesmo ritmo contagiante!


Letra/ Tradução

mā bachehāye irunim / Nós somos os filhos do Irã
hamishe iruni mimunim / E nós sempre seremos iranianos
bā ham yek sedā mikhunim / Juntos em uma só voz nós cantaremos
bā ham yek sedā / Juntos em uma só voz 
Iran, Iran, Iran / Irã, Irã, Irã 

parchamesh to dasthāmune / A bandeira está em nossas mãos
faryāde Irane ruye labhāmune /Os gritos para o Irã estão nos nossos lábios
hāle harifo migirim / Nós iremos surpreender nossos adversários 
age pāsh biyofte / Se necessário
vāse Iran mimirim / Nós morreremos pelo Irã

nasle man nasle āriā / Minha raça é a dos arianos
khun garm o khāki, biriyā / Caloroso e humilde, genuíno
harjā ke bāsham / Onde quer que eu esteja
harjāye donyā / Em qualquer lugar do mundo 
jānam fadāye zare zare khāke Iran / Eu morrerei por cada pedacinho do solo do Irã

Kuroshe Kabir soltāne / Ciro o Grande foi o Rei
Ārashe Kamāngir ahle Irane / Arash o Arqueiro era do Irã
jānam fadāye farhang o /Eu vou sacrificar a mim mesmo pela cultura e
do hezār o punsad sāl tamadone Iran / os 2500 anos da civilização iraniana

(Letra e tradução baseada em Persian Corner)


A estréia pouco convincente do Irã na Copa

O nigeriano Obi Mikel tenta escapar da marcação dos iranianos Ghoochannejad e Teymourian
Salam amigos da Pérsia! Para quem como eu não teve a oportunidade de assistir ou assistiu e lamentou a pouco convincente estréia do nosso querido Irã nesta Copa do Mundo, quero pedir encarecidamente que não desanime! Acredito que durante esta partida os príncipes da Pérsia estavam se poupando para o próximo confronto com a todo-orgulhosa Argentina no sábado que vem! 
Ironias a parte, os iranianos tem esperanças que a sua atual equipe comandada pelo técnico português Carlos Queiroz, surpreenda o mundo. Mas se formos fazer uma pequena retrospectiva, o jogo de hoje não saiu muito do padrão do histórico de ambas as seleções nas Copas: 
  • Irã e Nigéria têm um histórico pequeno de confrontos. As equipes jogaram entre si apenas uma vez na história. Em um amistoso disputado no dia 28 de janeiro de 1998, em Hong Kong, a Nigéria venceu a equipe iraniana por 1 x 0.
  • Em Copas do Mundo, os números de Irã e Nigéria não são muito bons. O Irã, em três Copas, venceu apenas uma partida, contra os EUA em 1998, e nunca passou da primeira fase. Já os nigerianos, em quatro Copas, venceram quatro partidas. 
  • O duelo entre Irã e Nigéria, nesta segunda-feira, na Arena da Baixada, em Curitiba, decretou o primeiro empate desta Copa e o primeiro jogo sem gols na competição. Com isso, as duas equipes permanecem sem vencer no torneio desde o Mundial de 1998, na França.
Parece que no final das contas a Nigéria teve maior posse de bola e dois chutes a gol a mais que os iranianos e com o empate as duas equipes dividem a segunda posição do Grupo F, com um ponto, dois a menos que a líder Argentina e um a mais que Bósnia. (Fonte: Placar)

Irãfanáticos do Brasil, vamos continuar torcendo!


Quem é quem na Seleção do Irã?

Time Melli-e Iran (Seleção Nacional do Irã), 2014
Salam amigos fanáticos por futebol! Enquanto vamos preparando a nossa torcida pelo Brasil, o Irã vai estrear na Copa do Mundo nesta segunda-feira (16/06) contra a Nigéria. E para preparar a torcida dos "irãfanáticos", no post de hoje vamos conhecer um pouco de cada jogador do Time Melli-e Iran (Seleção Nacional do Irã) comandada pelo técnico português Carlos Queiroz. Depois é só comentar: quem é o seu favorito?

 GOLEIROS 
Alireza Haghighi 
Natural de Teerã, tem 26 anos e é uma das promessas da Seleção do Irã. Atualmente ele defende no Sporting Covilhã em Portugal.

Daniel Davari
Natural de Giessen (Alemanha), tem 26 anos. O jovem goleiro germânico-iraniano atualmente defende no time alemão Braunschweig.

Rahman Ahmadi 
Natural de Nowshahr, aos 33 anos, é o golero mais veterano desta equipe. Atualmente defende no time iraniano Sepahan.

 LATERAIS DIREITOS 

Khosro Heydari
Natural de Teerã, tem 30 anos e uma carreira brilhante em vários times iranianos. Atualmente ele joga no Esteghlal.

Steven Mehrdad Beitashour
Natural de San Jose, (California), tem 27 anos. Este iraniano-americano atualmente joga no Vancouver Whitecaps no Canadá.

Hossein Mahini
Natural de Bushehr, tem 27 anos e é famoso por sua velocidade e cruzamentos. Atualmente joga pelo Persepolis no Irã. 

 ZAGUEIROS 

Amir Hossein Sadeghi
Natural de Teerã, tem 32 anos e atualmente joga no time iraniano Esteghlal.

Seyed Jalal Hosseini
Natural de Bandar Anzali, tem 32 anos e atualmente joga no time iraniano Persepolis.

Pejman Montazeri
Natural de Ahvaz, tem 30 anos e tem seu talento reconhecido dentro dos clubes iranianos. Atualmente joga pelo Umm Salal do Qatar.

Seyed Ahmad Alenemeh
Natural de Ahvaz, tem 31 anos e também é considerado um jogador muito habilidoso. Atualmente joga pelo Naft Tehran no Irã.

 LATERAIS ESQUERDOS 

Ehsan Hajsafi
Natural de Kashan, aos 24 anos é uma promessa do futebol iraniano, sendo considerado um dos melhores jogadores da Liga Asiática. Atualmente joga no time iraniano Sepahan.

Mehrdad Pouladi
Natural de Karaj, tem 27 anos e atualmente joga no time iraniano Persepolis.

Mohammad-Hashem Beikzadeh
Natural de Shiraz, tem 30 anos e é considerado o sósia iraniano do Messi! Atualmente joga no time iraniano Esteghlal. 

 VOLANTES  

Javad Nekounam (Capitão)
Natural de Rey, aos 33 anos ele é o único veterano desta equipe que participou de uma Copa (Alemanha, 2006). Atualmente ele é o capitão da Seleção Iraniana e joga pelo Al-Kuwait.

Andranik Teymourian
Natural de Teerã, tem 31 anos e é de origem armênia. Jogou por mais de 4 anos em times da Inglaterra e atualmente joga no Esteghlal do Irã.

Reza Haghighi
Natural de Mashhad, tem 25 anos e apesar do mesmo sobrenome não é parente do goleiro Alireza. Atualmente joga no time iraniano Persepolis.

Masoud Soleimani Shojaei
Natural de Shiraz, aos 30 anos, ele é um talento em ascensão, sendo considerado um dos melhores jogadores da Liga espanhola. Atualmente joga no Las Palmas da Espanha. 

 MEIO-CAMPOS 

Ghasem Haddadifar
Natural de Isfahan, tem 30 anos e atualmente joga no time iraniano Zob Ahan.

Seyed Ashkan Dejagah
Natural de Teerã, tem 27 anos e é naturalizado alemão. Atualmente joga pelo Fulham na Inglaterra. 

Alireza Jahanbakhsh
Natural de Jirandeh, o mais jovem da equipe com 20 anos, atualmente joga pelo NEC na Holanda. 

Bakhtiar Rahmani
Natural de Sarpol-e Zahab, de origem curda, tem 22 anos e atualmente joga no Foolad no Irã. 

 ATACANTES 
Karim Ansarifard
Natural de Ardabil tem 24 anos e seu talento tem sido comparado ao do legendário ex-jogador Ali Daei. Atualmente ele joga pelo Tractor Sazi no Irã.

Reza Ghoochannejhad 
Natural de Mashhad,  tem 26 anos. O rapaz que ganhou o apelido de "Gucci" é naturalizado holandês e atualmente joga pelo Charlton na Inglaterra. 

(Baseado em Wikipedia)


Seleção do Irã chega ao Brasil

Jogadores da Seleção iraniana: Shojaei, Teymourian, Dejagah, Mahini e Ghochannejad
Salam amigos, que ruflem os tambores! A seleção iraniana já está no Brasil, eles desembarcaram nesta  terça-feira (04/06) e permanecerão em um hotel na cidade de Guarulhos, e a partir desta quarta-feira começarão a treinar no Centro de Treinamento do Corinthians. Para você que assim como eu, vai ter o coração dividido entre Brasil /Irã nesta copa, a partir da semana que vem o blog Chá-de-Lima da Pérsia vai divulgar mais novidades sobre a participação dos iranianos na Copa do Mundo

Depois da Austrália, o Irã é a segundo seleção a desembarcar no Brasil. Os comandados de Carlos Queiróz chegaram a São Paulo na tarde desta terça-feira e contaram com a presença de forte esquema de segurança, como deve acontecer com todas as delegações.
“Nós ganhamos o direito de estar aqui e agora é tempo de desfrutar. Viemos preparados e durante os 90 minutos de cada jogo e vamos tentar fazer o melhor. Estou convencido que vamos dar dor de cabeça para nossos oponentes aqui”, afirmou o comandante português.
A equipe asiática irá fazer seus treinos no CT do Corinthians, a partir desta quarta-feira. A estreia do time na Copa do Mundo será contra a Nigéria, em um grupo que ainda tem Argentina e Bósnia. (Fonte: Goal)


Tempestade de Areia em Teerã

Salam amigos, infelizmente a semana começa com uma notícia assustadora. A capital do Irã presenciou um fenômeno que transformou a cidade em um cenário apocalíptico:


Pelo menos três pessoas morreram e dezenas ficaram feridas nesta segunda-feira (2) em Teerã, atingida por uma tempestade de areia sem precedentes, informaram meios de comunicação iranianos. A tempestade também provocou um corte de energia em 50 mil lares, indicou um funcionário do governo citado pela agência Isna. (Fonte: Terra)

Ainda segundo a agência AP:
O noticiário na TV disse que a tempestade derrubou árvores e mergulhou a capital em escuridão por vários minutos. Diz-se que a tempestade causou uma sequência de  batidas em pelo menos 20 veículos em uma rodovia no sul de Teerã e  voos internacionais foram cancelados. O controle de tráfego aéreo desviou vários voos domesticos para o Irã central.  
Autoridades advertiram  crianças e idosos, assim como pessoas com problemas cardíacos a permanecem dentro de casa por causa da poeira. 

Estas são algumas imagens publicadas no site Yahoo News





Não encontrei nenhuma referência nos noticiários ao horário em que aconteceu o fenômeno, mas os relatórios marcam cerca de 3 a 4 horas atrás (provavelmente entre as 18:00 e 19:00 desta segunda feira em Teerã).


Mah Ensemble - Tasnif Khushe Chin

Música persa tradicional para encher o nosso domingo de inspiração! Este é um trecho do concerto do Mah Ensemble, com a magnífica vocalista  Mahdieh Mohammadkhani e no tar o maestro Majid Derakhshani apresentando uma canção no gênero tasnif: