HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

O uso do samovar no preparo do chá iraniano

Samovar iraniano
Você sabe de onde vem o samovar que os iranianos utilizam tradicionalmente para preparar o chá? Ele foi inventado pelos russos no séc. XVIII justamente para o chá que vinha da Mongólia Ocidental. A primeira fábrica de samovares foi fundada na cidade de Tula, na Rússia em 1778 e logo a invenção se tornou a forma mais popular de preparar o chá. Ele chegou ao Irã por meio dos comerciantes russos e iranianos que viajavam entre os dois países.   
Os primeiros samovares eram feitos de cobre ou ligas de metais semelhantes a ouro e prata. Algumas vezes eram folheados à ouro e prata, mas feitos de latão. Através dos séculos, o formato do samovar foi mudando. Até o sec. XX, eles eram feitos a mão e usavam carvão para aquecer a água, depois foi utilizado querosene como combustível, mas  hoje em dia todos funcionam com energia elétrica. 
 A água é aquecida gradualmente no reservatório, onde há um tubo central que carrega o vapor. O bule onde fica o chá se situa no topo deste tubo, fazendo com que ele se aqueça lentamente. As folhas de chá são mais utilizadas nos samovares do que aqueles em saquinhos. Duas ou mais colheres (de chá) destas folhas são colocadas no bule dependendo de quantos copos serão servidos. O bule é preenchido com a água fervente do reservatório através de uma pequena torneira. O tempo de preparo varia de 10 a 15 minutos e o chá sai bem forte e concentrado. Apenas uma pequena quantidade deste é derramado nos copos, o resto é preenchido com a água fervente do reservatório. Se o chá passar muito do tempo de preparo fica forte demais e estraga. 
O chá plantado no Irã, também é importado da Índia. As folhas de chá de qualidade tem um sabor e aroma que se torna ainda mais especial quando preparado com o samovar. Às vezes dois tipos diferentes de chás são misturados para obter um melhor aroma e sabor. Muitos iranianos compram seus samovares elétricos de lojas iranianas ou russas, mas em algumas novas lojas especializadas em chá eles podem ser bem caros.  
Ao comprar um samovar você deve se certificar que o reservatório interno não seja de cobre ou chumbo, pois eles podem contaminar a água. O interior deve estar devidamente selado, a menos que você vá usá-lo apenas como peça decorativa. Há muitos samovares de qualidade que são feitos no Irã e no Japão e que são vendidos em muitas lojas iranianas.
Samovar elétrico banhado à ouro, foto gentilmente cedida por Artigos do Oriente Médio
Samovar moderno adaptado para fogão
A maioria dos samovares modernos são feitos de aço inoxidável e são muito seguros. Aqueles que são feitos no Irã são bem decorativos, folheados a ouro ou prata na parte externa. Mas preste atenção, não deixe as crianças chegarem muito perto dele, quando estiver sobre uma mesa com água fervente. Muitos iranianos substituem os samovares tradicionais por chaleiras especiais com uma torneira para água fervente. Eles são colocados sobre o fogão para ferver a água e o bule também é colocado no topo como no samovar. Estes são sempre usados nas cozinhas, mas também deve-se ter cuidado quando tiver crianças por perto. 
O chá que é a bebida mais popular do Irã é saboreado com açúcar em cubinhos, balas ou nabat (pirulito de açúcar caramelizado). Ao invés de xícaras são servidos em copos semelhantes aqueles utilizados na Turquia e outros países do Oriente Médio.Esses pequenos copinhos tem um pires, mas não tem asa como uma xícara, o que pode ser um pouco difícil para quem não está acostumado. Os iranianos nunca adicionam leite ao  chá e algumas pessoas podem preferi-lo mais forte ou mais fraco de acordo com o gosto de cada um.

"Casa de chá persa", pintura de Reza Karimi
(Baseado em Culture of Iran)  


Um comentário

  1. E ai, Janinha? Trouxe um destes lindos (e práticos) samovares para preparar um gostoso chá de lima da pérsia, de rosas silvestres ou de cascas de romã? Estarei servida!

    Abraços.

    ResponderExcluir