HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Quem bate à porta? Ele ou ela?

Você sabia? 

As portas das antiga casas iranianas têm duas aldravas ou "batedores" diferentes para identificar se quem estava à porta era um homem ou uma mulher. O batedor masculino, do lado esquerdo, é uma peça metálica maciça e pesada, e por isso faz um som mais forte. Enquanto o batedor feminino, do lado direito, tem o formato de um anel, mais leve e delicado e faz um som mais fraco. Dessa forma as pessoas que estão dentro da casa podem identificar através do som quem está atrás da porta. Estes batedores também foram criados devido ao costume islâmico no qual as mulheres não devem receber visitas de homens enquanto estão sozinhas, a não ser que sejam de sua família e vice-versa. Portanto, homens batem à esquerda e mulheres à direita. Eu me pergunto o que aconteceria se por acaso algum rapaz  ou moça estrangeiros usasse o batedor errado por curiosidade... Bater e sair correndo não vale! 

Veja alguns exemplos desses "batedores" em Yazd que são verdadeiras obras de arte:






Fotos do site: Quintin Lake Architetectural Photography Blog


2 comentários

  1. Salam, Jana Jan!

    Supercurioso! Há coisas que só existem no Irã mesmo. Muito interessante o que você falou "se um estrangeiro bater errado"
    Também lembrei dos celulares ultramodernos em que o toque de chamada pode ser identificado com tons diferentes para amigos, conhecidos etc. Será que o pessoal da informátcia se inspirou nessas aldravas?
    Bause Kbir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan! Eu não tinha pensado nessa associação com os toques dos celulares. Excelente observação! Como nada surge do acaso, é bem provável que quem inventou os identificadores tenha se inspirado nesse sistema antiquíssimo...
      Bause kabir!!!

      Excluir