HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Por que há tantos terremotos no Irã?

Cena do filme E a Vida Continua (1991) de Abbas Kiarostami,
filmado  no norte do Irã após o devastador terremoto de 1990.
Salam amigos! Diante das última notícias, não há como não ficar atônito: 2 terremotos em um intervalo de apenas uma semana! Hoje na região de Sistan e Baluchistan (fronteira com o Paquistão) um terremoto ainda maior do que aquele que havia acontecido  na semana passada em Bushehr.
O tremor de 7.8 graus na escala Richter ocorreu às 15h14 (horário local) e não foi sentido apenas no Irã, mas também nas grandes cidades do Paquistão, como Islamabad, a capital, e sobretudo em Karachi. Também foi sentido em vários países do Golfo Pérsico, entre eles os Emirados Árabes Unidos, Kuwait, Bahrein, Omã e no leste da Arábia Saudita. Das 45 vítimas, 40 são iranianos e 5 paquistaneses.
Lembrando que o antepenúltimo aconteceu em Tabriz, em Agosto do ano passado. As estatísticas revelam uma média de quase 2 terremotos por ano desde o começo do século 21 em regiões distintas do Irã. Sem falar que durante o século passado foram um total de 20 em todas as décadas. 
O mais complicado é que praticamente todas as regiões do Irã são vulneráveis aos abalos sísmicos, isso ocorre porque o país se localiza na borda de uma  placa tectônica continental, que abrange da península Arábica até a Turquia. Os  terremotos são originados do choque desta placa com a placa Euroasiática que em tempos remotos foi a responsável pela origem do mar Vermelho.
A má notícia é que estes terremotos sempre aconteceram e continuarão acontecendo com regularidade nas terras da Pérsia. Além de muitas perdas humanas, principalmente nas áreas rurais, importantes patrimônios históricos foram severamente danificados como no terremoto que arrasou a cidade histórica de Bam em 2003 e que foi um dos piores da história do Irã (31 mil vítimas).

Mais uma vez, o blog Chá-de-Lima da Pérsia expressa os seus respeitos às vítimas do terremoto no Irã e no Paquistão. 
Arte de Mohammadali-Rajabi
Imagem do site: Irancartoon Web Gallery


5 comentários

  1. Salam, Jana Jan!

    que os que ficam na Terra achem em Allah um bom conforto.

    Muita Paz,
    Ótimo fim de semana, beijinhos,
    Denise.
    @>------

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan!
      Obrigada por sua solidariedade ao nosso querido Irã! Que possamos ter sabedoria para compreender e aceitar as coisas que não sabemos explicar.
      Um beijo em seu coração e ótimo fim de semana!

      Excluir
  2. é assustador como o planeta terra tem mudado, terremotos fortes que antes aconteciam raramente tem se tornado comum e mais frequentes.

    É realmente muito triste, minhas condolências às vítimas e seus familiares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam amigo do Egito! Realmente, é muito assustador. Quem sofre mais com essas situações são as vilas antigas com suas construções frágeis de barro e argila que não resistem à fúria da natureza. Obrigada por demonstrar aqui a sua solidariedade!

      Abraços!

      Excluir
    2. ée mesmo Janaina, esses dias li sobre o terremoto de Bam de 2003, fiquei impressionado com as fotos do antes e depois. A cidade histórica ficou reduzida ao pó!

      Excluir