HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

As Ruínas de Tchoga Zanbil

Tchogha Zanbil  foi a capital religiosa do reino elamita, construída ao redor de um grande zigurate (templo)   e rodeada por três enormes muralhas concêntricas. Fundada no século XIII a.C. entre Ansham e Susa, a cidade permaneceu inacabada quando foi invadida pelo rei assírio Assurbanipal em 640 a.C. conforme revelam os tijolos ainda novos deixados no local.
Tchogha Zanbil foi construída por volta de 1250 a.C. pelo rei Untash-Napirisha em honra do deus Inshushinak. O seu nome original era Dur-Untash ("Cidade de Untash").  A altura original do edifício era de 60m de altura, mas as ruínas encontradas atualmente ficaram reduzidas a uma altura de 25m.
Para suprir a população da cidade com água, Untash-Napirisha mandou escavar um canal de cerca de 50 km de comprimento, levando a um reservatório fora da cidade; parte desse canal ainda hoje é usada.
Escavações arqueológicas entre 1951 e 1962 revelaram Tchogha Zanbil, e o zigurate localizado perto da atual Susa, na província de Khuzestan no Irã, foi considerado o mais bem preservado do mundo. Em 1979, Tchogha Zanbil foi declarada Patrimônio Mundial da UNESCO.







(Baseado em Payvand)


Um comentário