HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Chaharshanbeh Suri, dia de pular fogueira!

Chaharshanbeh Suri,  festival do fogo
Este ano na véspera da última quarta-feira antes do Nowruz, será celebrada a Chaharshanbe Suri, que significa "quarta-feira vermelha", ou dia de pular fogueira! Esta data simboliza a vitória da luz contra as trevas (do bem contra o mal) e remonta a um ritual celebrado pelos persas há  mais de 2500 anos oriundo dos ancestrais zoroastrianos.
Como a Chaharshanbeh Suri não é uma tradição islâmica, geralmente os grupos do origem árabe e os mais conservadores do Irã não a comemoram. Mas também não é reconhecida como uma tradição religiosa pelos iranianos muçulmanos, que costumam celebrar a data apenas como uma herança cultural se despedindo do inverno e saudando a chegada primavera!
Hoje à meia-noite as pessoas saem pelas ruas e fazem grandes piras, saltam sobre fogueiras ou brincam com fogos de artifício cantando a canção tradicional: Zardn-ye man az to, sorkhn-ye to az man, que pode ser traduzida como "Minha cor amarela para você, sua cor vermelha para mim" isto é um pedido para que toda as doenças (cor amarela, palidez) sejam tomadas pelo fogo e devolvidas como saúde e força (cor vermelha).

O garoto pula a fogueira!
A garota pula também!
Diferentes tipos de castanhas e passas também são comidas nesta data. Elas são conhecidas como Ajīl-e Moshkel-Goshā ("frutos que resolvem problemas"). A Chaharshanbeh Suri, também é um dia de agradecer pelas bençãos do ano anterior e pedir por um ano novo de saúde e felicidade.

Ajīl-e Moshkel-Goshā (castanhas e passas)
Outros rituais são bem curiosos lembrando o Halloween. Por exemplo, de acordo com a tradição, nos últimos dias do ano, os vivos são visitados pelos espíritos de seus ancestrais e muitas crianças saem vestidas como fantasminhas simbolizando esses ancestrais, batendo em panelas com colheres e pedindo agradinhos de porta em porta. O ritual é chamado qashogh-zani ("batucar colher") e simboliza afastar por meio do barulho toda má sorte da última quarta-feira do ano.

Crianças fazendo o qashogh-zani
Ha muitas outras tradições também, como o Kūze Shekastan, que significa "quebrar o vaso de barro" quebrando simbolicamente todo o infortúnio e o  Gereh-goshāi que consiste em dar um nó em uma das pontas de um lenço ou toalha de mesa e pedir para o primeiro passante desfazê-lo, afim de afastar tudo que "amarra sua vida".

(Baseado em Farsinet)


2 comentários

  1. Salam, Jana Jan!

    Muito curioso esse rito cultural, pois lembra a Festa Junina nordestina, em que pulam a fogueira também.

    Um beijo da terra do mar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan!
      Pois é, fiquei pensando que além da fogueira que lembra a nossa festa junina, o costume de comer castanhas e passas no fim do ano e as brincadeiras do Halloween com as crianças pedindo gostosuras ou travessuras todos tem uma raiz lá na antiga Pérsia!

      Beijão!

      Excluir