HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Festival de Yalda, a noite mais longa do ano

Melancia, romãs e frutas secas,
 alimentos típicos da Shab-e-Chelleh ou Yalda

Hoje, os iranianos comemoram a Yalda, como é popularmente chamada, a noite mais longa do ano no Hemisfério Norte, ou seja, na véspera do Solstício de Inverno.  Dependendo da mudança do calendário, é comemorada entre 20 e 21 dezembro ou 21 a cada ano.
A tradição da Shab-e Yalda (em persa "Noite de Nascimento") ou Shab-e Chelleh ("Noite dos Quarenta dias de inverno")  remonta aos tempos antigos. Os zoroastrianos acreditavam que era a noite do nascimento de Mitra, divindade persa da luz e da verdade.
Após a queda do Império Sassânida e com a chegada do Islã na Pérsia, o significado religioso do evento foi perdido, e como outros festivais zoroastrianos, Yalda tornou-se uma ocasião social da cultura iraniana, quando amigos e família se reúnem. No entanto, o costume de comer frutas frescas durante o  inverno é uma reminiscência do antigo ritual de invocar as divindades para pedir proteção.
O poeta  Saadi (séc. XIII) escreveu em seu Bustan: "A verdadeira manhã não virá, enquanto a noite de Yalda não se for".

Tradições da Yalda: Adivinhar a sorte através do Divan de Hafez
Nos dias atuais, embora a Yalda não seja um feriado oficial no Irã, as famílias continuam as tradições, assim como programas de rádio e televisão fazem uma programação especial.
Em muitas partes do país as famílias se reúnem e desfrutam de um bom jantar e muitas variedades de frutas e doces especialmente preparados para a ocasião são servidos. Em algumas regiões, acredita-se que  devem ser servidos 40 variedades de alimentos durante a cerimônia da Yalda. A fruta mais típica é a melancia, pois acredita-se que esta garante a saúde e o  bem-estar. 
Nesta noite, o membro mais velho da família faz preces, agradecendo a Deus pelas bênçãos do ano anterior, e reza pela prosperidade no ano que vem. Então ele corta a melancia e distribui a todos. 
Depois do jantar, as pessoas mais velhas contam histórias. E também, outro passatempo favorito desta noite é a adivinhação da sorte através do livro Divan de Hafez. Porém segundo a crença, ninguém deve tentar ler sua sorte mais de três vezes por esse livro, se não o poeta pode ficar bravo! 
Há outras crenças mágicas associada com a alimentação na noite de Yalda. Por exemplo, em Khorasan há uma crença de que quem come cenouras, peras, romãs e azeitonas verdes estará protegido contra a picada de insetos prejudiciais, especialmente escorpiões. Comer alho nesta noite protege contra dores nas articulações, etc.

Representação da Korsi,a tradicional mesa da Shab-e-Yalda
Os alimentos típicos da celebração da Yalda são normalmente colocados no korsi, uma peça de mobiliário tradicional semelhante a uma mesa baixa, coberto por cobertor. As pessoas se sentam em torno do Korsi e colocam as pernas debaixo do cobertor. Debaixo do korsi, o calor é gerado por meio de um aquecedor elétrico, a carvão ou a gás. 
Nesta noite, as noivas
recebem um presente do noivo
Outros costumes que fazem parte da Yalda são ficar acordado até a meia-noite, conversar, comer, ler poemas em voz alta, contar histórias e piadas, fumar ghelyoon (espécie de arguile) e dançar. 
Antigamente, quando não havia eletricidade,  a decoração e iluminação das casas eram feitas com velas, mas poucos continuam a seguir esta tradição. Outra tradição que está desaparecendo consiste em presentear amigos e família com pacotinhos de frutas secas e castanhas. Antes da proibição islâmica do álcool, beber vinho também era  parte desta celebração (porém no Irã, muitos continuam a adquirir bebidas alcoólicas por meio de contrabando ou produzindo em suas próprias casas).
Outra prática comum na noite de Yalda entre os jovens noivos é enviar uma bandeja contendo sete tipos de frutas e uma variedade de presentes para as suas noivas. Em algumas regiões, a moça e sua família retribuem o favor enviando presentes de volta para o rapaz.

A noite de Yalda foi oficialmente adicionada à Lista de Tesouros Nacionais do Irã em uma cerimônia especial em 2008.
Fora do Irã, muitas famílias tradicionais também comemoram a Yalda de muitas maneiras diferentes. Alguns se vestem com trajes típicos e fazem até Korsi improvisado para relembrar as tradições de sua terra natal.  Enquanto outros, apenas dão um telefonema  desejado um feliz Yalda feliz ou compartilham seus votos nas redes sociais.

Desejo a todos os amigos da Pérsia, uma feliz Shab-e-Yalda!
       !!!  شب یلدا مبارک         

Texto baseado em Wikipedia, the free encyclopedia |Yalda


5 comentários

  1. Oi Jana!
    Lindas tradições... Nutro paixão pelas frutas - todas.
    Amei também o post sobre a história da caligrafia persa!
    Um abração.

    ResponderExcluir
  2. Que encanto de noite Azizam! Amei o post! :*

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Seu blog é realmente uma fonte linda de conhecimentos dessa cultura. Parabéns! Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Alana! Encantada estou eu com sua gentileza!
      Bjs

      Excluir