HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Tapetes Persas: Origem e Classificação

Bazaar de Tapetes em Isfahan, foto de Hossein Baharloo
Os tapetes persas são classificadas pela região em que são feitos. Por exemplo, um tapete chamado Tabriz foi tecido perto ou dentro da cidade do mesmo nome. Um grande centro de produção de tapete como Tabriz também pode ter subcategorias, como o famoso Tabriz Mahi. Cada cidade, aldeia ou tribo tem seu próprio estilo que é como uma marca registrada. Se um estilo torna-se famoso, outros centros poderão tentar imitá-lo embora as imitações nunca tenham a mesma qualidade do original.
Alguns tapetes nem sempre são identificados pela cidade. Por exemplo, na cidade sagrada de Mashhad, os melhores tapetes são chamados de Mūd que é o nome de uma aldeia próxima, conhecida pela qualidade. 
Outra forma de classificação é pela cidade onde são comercializados os tapetes. Por exemplo, Arak é uma pequena cidade rural, que tem um setor de comércio incrivelmente grande e é cercada por dezenas de  aldeias que produzem  seus próprios tapetes. Todos estes tapetes são comercializados em Arak, e portanto, muitos deles são classificados como Araks.
No Irã, alguns tapetes são feitos em tecelagens nas cidades, outros são feito por habitantes de pequenas aldeias rurais e há também os tapetes tribais que são tecidos por nômades.
Um especialista  pode determinar a origem de um tapete simplesmente analisando o desenho.

Exemplar de tapete Mūd 
 Exemplo de tapete Arak
Tapetes de Cidades
Geralmente têm desenhos mais curvilíneos e detalhados, padrões  florais e figurativos. Alguns dos tapetes de cidade mais famosos são produzidos em:

  • Teerã
  • Isfahan
  • Kashan
  • Kerman
  • Mashhad
  • Nain
  • Qom
  • Tabriz
  • Yazd
  • Mud
Tapete de Mashhad
Tapete de Tabriz

Tapetes  de Aldeias 
Seus desenhos variam entre padrões curvilíneos e geométricos. Alguns dos mais famosos são produzidos em:
  • Abadeh
  • Farahan
  • Hamedan
  • Heriz
  • Nahavand
  • Varamin
  • Yalameh
  • Sultanabad
Tapete de aldeia Farahan
Tapete da aldeia de Varamin 

Tapetes  Tribais 
Geralmente têm padrões altamente geométricos pouco complexos e cores brilhantes. Alguns dos tapetes tribais mais conhecios são:
  • Afshar
  • Bakhtiari
  • Baluch
  • Kurd
  • Luri
  • Qashqai
  • Shahsavan
  • Turkmen
Tapete tribal Bakhtiari
Tapete tribal Qashqai

Sites pesquisados:
Oriental Rugs the O'Connel Guide | Persian Rug Gallery | Wikipedia


4 comentários

  1. Salam, minha querida iraniana!

    Nossa! assim que vi os tapetes, vim correndo. Amo tapetes, tenho vários por aqui...além do meu preferido de oração, claro.
    Os tapetes tribais me agradam muito. Adoraria saber tecê-los, porém um dia fiz um na escola, mas era daqueles, cujas telas compramos em casas de artesanato, conhece?
    Ah, uma das coisas boas que me aconteceram nesse ano, foi ter conhecido você através de seu lindo blog! Mash´Allah!
    Que possamos nos comunicar mais no novo ano 1434!
    beijos,
    Denise :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan, do meu oásis do Golfo!
      Realmente esses tapetes são a sua cara mesmo. Apesar de ficar tonta com a beleza e a complexidade dos tapetes tradicionais das cidades, também me encanto com a simplicidade rústica dos tapetes tribais... Nunca consegui me imaginar fazendo um tapete por mais simples que seja... é uma arte que exige uma das qualidades mais difíceis de se encontrar aqui no ocidente: paciência! Nó por nó, alguns tapetes demoram até anos pra ficar prontos, é uma perfeição e qualidade abençoadas por Allah!
      Uma das melhores coisas que me aconteceram esse ano foi ter criado esse blog que me possibilitou o contato com pessoas tão especiais assim como vc e vai continuar por muito tempo, inshallah !!!
      Mibusamet♥ !!

      Excluir
  2. Salam Janaína,
    Conheci a pouco tempo o seu blog e me encantei com a diversidade de conteúdo e as aulas de farsi. Também acabei de criar um blog que fala sobre a história dos belíssimos tapetes persas e orientais (tapeteoriental.blogspot.com.br). E estou aprendendo muito com o seu blog.

    Um grande abraço.

    Laureni Gomes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Laureni, que surpresa! É uma honra tê-la como leitora do blog! O Chá-de-Lima só tem um ano de vida, mas tem me trazido muitas coisas boas, fruto dessa amizade Brasil-Irã. Adorei conhecer o seu site com as amostras dos tapetes e os vídeos sobre a produção sempre me emocionam, parece que cada artesão coloca um pouquinho da sua vida em cada tapete não é? Estamos em contato.

      Super abraço!!

      Excluir