HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Uma garota irlandesa surfando no Irã, e pode?

Easkey Britton na praia de Chabahar no Sul do Irã
Quando a irlandesa Easkey Britton subiu em sua prancha em uma praia do Irã todo o vilarejo local veio vê-la. ''Eles foram tão amigáveis e tão curiosos. Eles nunca tinham visto alguém surfando antes'', afirma.
Atualmente, Easkey, de 26 anos, é destaque de um documentário que fala sobre sua proeza, a de ter sido a primeira mulher a surfar na República Islâmica do Irã. 
Assim que chegaram ao país, em março, a surfista e a cineasta francesa Marion Poizeauwere não tinham certeza de como seriam recebidas no Irã. Quando estavam surfando na praia próxima a Chabahar, no sul do Irã, em setembro passado, um carro de polícia chegou a parar nas imediações, o que as deixou preocupadas. Mas logo o temor se mostrou infundado. ''A polícia estava só conferindo se estava tudo bem. Eles estavam preocupados com as pedras na praia e queriam saber se nós sabíamos delas.''
Easkey conta que ela e a cineasta passaram a ter uma visão totalmente diferente sobre o país após a visita.
''Fomos para esta república islâmica à procura de ondas. No momento em que chegamos, eles foram muito hospitaleiros", conta a surfista.
''Eu comprei um hijab de lycra que não foi feito especialmente para o surfe, mas ele me cobriu. A água estava bem quente, mas o Irã não é um lugar para biquínis e pranchas de surfe.''
Agora, Easkey quer levar seu amor ao surfe para outras partes do mundo, onde há culturas em que mulheres não têm acesso ao esporte. ''Existe uma pequena cultura de surfe em Bangladesh e na Índia. Mulheres e meninas estão aprendendo a surfar nas condições mais extremas, como na Faixa de Gaza.

Fonte: Terra 


6 comentários

  1. Salam, Jana Jan!

    Uau, que aventura! Ser a priemria mulher a surfar lá deve ter sido o máximo.
    Amo bodyboarding, já surfei muito. Você gosta?
    Bauce Kbir e muito obrigada pelas palavras positivas para a Malala, que Allah a faça viver longos anos. Também penso que tudo tem um jeito, vamos torcer para que os homens parem de odiar as mulheres!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan!
      Eu admiro muito mesmo a proeza dessa jovem, mas morro de medo de água! rsrs... primeiro preciso aprender a nadar, aí um dia eu ainda serei a sereia do Mar Cáspio com burkini e tudo rsrs
      Viva as mulheres corajosas do nosso mundo como a jovem heroína Malala, essa adorável irlandesa e todas nós!
      Um grande bause!!!!

      Excluir
  2. mas existe de tudo mesmo né ?! rsrs adorei,acho que vou pegar umas aulinhas também já que estou do ladinho do mar. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Pah
      Eu tinha visto também sobre as meninas Palestinas surfando de hejab e tudo, a coisa mais adorável do mundo! Assim que vc aprender me ensina tá! rsrs
      Bjs

      Excluir
  3. Parabéns, jana! Pelo achado...
    Realmente as mulheres protagonistas devem ser exaltadas, principalmente sendo em favor de outras ainda submetidas.
    um abraço,
    Cri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Cri!
      Eu penso que embora Easkey tenha recebido o mérito por ser a primeira mulher a surfar no Irã, pouco se sabe que muitas mulheres iranianas praticam outros esportes aquáticos como canoagem. O surf realmente não é o esporte mais popular, mas o fato de esta moça ter ido a este país desmistificando os temores infundados do ocidente, isso sim foi a coisa mais maravilhosa!
      Bjs

      Excluir