HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Você viajaria ao Irã? E por que não?

"O Irã pode parecer um país ameaçador, com um presidente provocador e catástrofes naturais como o terremoto que deixou centenas de mortos recentemente. Mas o país do Oriente Médio tem uma história milenar refletida em cidades como Ispaã e seus monumentos maravilhosos protegidos como Patrimônio Mundial da Unesco. A capital, Teerã, tem numerosos museus, como o de Arte Contemporânea, com obras de Warhol, Picasso e Pollack, além de numerosos mercados de rua muito charmosos. Além de história e cultura, o país conta com algumas das melhores pistas de esqui do Oriente Médio, no resort de Dizin."

Fonte: Terra Brasil

 Salam queridos amigos do Chá-de-Lima da Pérsia! Em primeiro lugar gostaria de agradecer a todos que participaram desta pesquisa: 


Então você deve estar perguntando, porque fiz esta sondagem? Já explico. Leram o trechinho da reportagem acima? Pois é, cheguei até esse link através de um Alerta do Google, com o assustador título de: "Conheça 10 Países Considerados Perigosos" ilustrado por uma  foto da belíssima cidade de Isfahan no Irã, estilo cartão postal, (cujo nome foi horrivelmente traduzido como Ispaã! Deus me livre se eu vou querer visitar um lugar com um nome desses...). É possível que muita gente ao ler o "perigosos" nem prestou atenção ao "conheça" do título da reportagem. Quero acreditar que não foi essa a intenção de quem escreveu, mas vem me chamando a atenção a forma como muitas pessoas com quem conversei se interessaram pela cultura do Irã e por fim provaram que é possível SIM viajar para lá, a fim de matar essa curiosidade: será que o Irã é mesmo esse "pais sinistro que vemos pela mídia do ocidente"?
Mas além das atrações turísticas anunciadas acima, o que é que tem de mais nesse tal de Irã? O que justificaria passar pelo menos 10 dias passeando, por um país com regras tão rígidas que tem até polícia pra cuidar do que o povo pode ou não pode vestir, falar, ouvir, assistir etc?
Bem, devo admitir que ainda não visitei o Irã. Mas  passeando pelo espaço virtual mesmo, dá para saber por meio de quem vive  lá e já visitou, o que faz das tão controversas terras da Pérsia um destino amado por turistas que apreciam um roteiro exótico.
Através das respostas da pesquisa e de conversas e e-mails trocados com amigos  pude constatar que:

1) 83%  viajariam para o Irã, com certeza! Por que? O destino é exótico, mas o país é considerado um dos lugares mais seguros do mundo para os turistas, onde é possível andar com dinheiro vivo sem ser assaltado, passear até altas horas nos parques acompanhado por famílias locais que fazem questão de convidar o turista  para um piquenique, e até mesmo um cházinho na casa ou loja de um desconhecido. Além de um povo amável e culto, o Irã ainda brinda os turistas com paisagens  naturais onde se pode praticar de montanhismo a canoagem no verão e esqui no inverno, monumentos arquitetônicos milenares da antiga Pérsia e tesouros da arte islâmica, além de uma expressiva produção artística contemporânea entre a tradição e a modernidade.

2)  9%  talvez viajariam, têm curiosidade de conhecer uma cultura tão exótica: O que é o exótico Irã para nós ocidentais? Para quem não está familiriazado com sua cultura, o país a primeira vista pode parecer um mar de austeridade e cores melancólicas, onde se destacam mulheres de chador negro e homens de turbante negros! Que tal assistir então um filme de Majid Majidi e sentir um Irã de cores brilhantes e radiantes, das flores silvestres aos peixinhos dourados do Nowruz... passando pelos azulejos das mesquitas, e palácios aos vestidos coloridos das camponesas e dos nômades de diversas etnias. As terras da Pérsia são um caldeirão fervilhante de diversidade cromática, etnica, cultural e tudo que possa se imaginar! Veja só por exemplo que cada cidade do Irã produz seu próprio tipo de tapete com um design único no mundo!

3) 3% talvez viajariam, mas tem medo dos problemas políticos: Com certeza você deve ficar assustado com  tantas notícias intimidadoras sobre ameaças nucleares, prisões, espancamentos, repressões violações de direitos, etc. por parte do governo linha dura do Irã.  Daí eu me pergunto, é só no Irã que as coisas estão erradas? Quem nunca se pegou xingando o seu próprio país por causa de tanta corrupção, falta de  assistência na saúde, transportes precários, má qualidade da educação, assaltos, violência, enchentes? E mesmo assim, os estrangeiros continuam vindo para assistir o nosso carnaval e futebol! Quem lá no exterior liga para o fato de o Brasil ser um dos países mais violentos do mundo? Pasmem, o Brasil tem várias cidades que estão na lista das 50 mais violentas do mundo enquanto o Irã não tem nenhuma!

4) 3% não iriam nunca, de jeito nenhum! Nem precisa comentários, né? Embora na realidade já encontrei muita gente capaz de afirmar que jamais colocaria os pés em um local onde "mulheres são mutiladas, homossexuais enforcados, adúlteras apedrejadas, criancinhas devoradas" ... Se fossemos contar quantos países no mundo violam os direitos humanos, antes de visitá-los, deixaríamos de conhecer mais da metade do mundo...

Bom, embora eu evite tratar  de assuntos políticos aqui no blog, acredito que o senso coletivo ainda precisa de mais esclarecimento, porque muita gente deixa de conhecer uma cultura ou visitar um país por causa de estereótipos e preconceitos infundados. Ainda vejo muita cara feia quando digo que tenho um blog sobre o Irã. Mas posso garantir que já recebi mensagens de pessoas afirmando que ao lerem sobre este país aqui no Chá-de-Lima, mudaram completamente de ideia sobre a imagem negativa que ouviram falar na mídia e agora estão encantadas com a cultura do país. Além de alguns amigos que voltaram de viagem de lá recentemente e puderam me contar suas maravilhosas experiências...
Finalmente quero deixar claro que quem quiser discordar de minhas opiniões também é bem-vindo, afinal é importante saber o que todos pensam.

E  se você, já conheceu o Irã e quiser dividir sua experiência aqui no blog, por favor entre em contato comigo, ok? Um grande abraço e khoda hafez!


11 comentários

  1. Boa Noite Jana! E aos demais leitores...
    Viajar fisicamente é difícil: implica tempo, dinheiro, companhia, trâmites.
    Eu estou me contentando em viajar contigo aqui, adorei o post sobre os minaretes; vivo num local montanhoso, com diversos mirantes naturais. Quando num deles, me imagino numa torre... tudo que a vista alcança é só nosso!
    Respeitoso abraço a todos,
    Cri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite querida Cris! Fico muito feliz que tenha gostado. Realmente viajar para o exterior está caro, mas pelo menos uma vez na vida vale a pena experimentar novos ares não é? Imagino que sua cidade deve ser linda então. Adoraria passar um tempo em um lugar montanhoso meditando e refletindo sobre a paz interior. Até dá impressão de estar mais perto de Deus!

      Grande abraço!

      Excluir
  2. adoraria conhecer Mashhad.Meu amigo virtual disse que lá fica lindo no outono ! bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam querida Pah, adoraria conhecer Mashhad também. É um lugar fantástico para quem ama as artes iranianas. Aquela mesquita dourada do Imam Reza deve ser uma das obras arquitetônicas mais lindas do mundo! Muito legal saber que vc também tem amigo virtual no Irã!

      Bjs

      Excluir
  3. Salam, Jana Jan! Dizem que as pessoas têm medo do que não conhecem, mas também continuam com medo porque não se esfoçam em conhecer. Muitas pessoas preferem aceitar um fato pré-estabelecido, não é mesmo?

    Mas, nós duas, corajosas que só! rsrsrsr viajamos "sem medo de ser feliz".

    Quando tiver um tempo livre, assista ao video do Yusuf Islam lá no meu cantinho, mostra caligrafia árabe, sei que você gosta.

    Ótimo domingo e Eid Mubarak!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam Denise jan! Concordo plenamente com vc, imagino que quem é muçulmano aqui no Brasil deve sofrer ainda mais com esse tipo de preconceito. Realmente muitas pessoas tem até medo de falar com muçulmanos por acharem que são radicais e querem converter todo mundo a força! Muitos acham que os iranianos odeiam todos os americanos e judeus, o que é uma grande mentira também.
      Amo Yusuf Islam, considero ele uma pessoa muito corajosa, além de uma voz linda e talento abençoado por Allah!
      Espero que goste também da minha homenagem ao Eid al Fitr de hoje!

      Bause e Eid Mubarak!!!

      Excluir
  4. Janaína, ótimo post. Li em algum blog a expressão "Iranphobia", ou em português Irãfobia, um tipo de preconceito alimentado pela mídia mais conservadora e por pessoas preconceituosas. Estive no Irã e voltaria, aliás, se for possível voltarei, para conhecer Bandar Abbas, Mashad e Tabriz, além das ruínas de Ban, em Kerman. Fui muito bem tratado. O único mal estar dizia respeito ao receio de ataques por parte de países estrangeiros agressivos e beligerantes. Como em qualquer cultura, há diferenças e casais não ficam se beijando na rua, mas também não se pode ouvir som alto na Alemanha e no Brasil, quando a gente pára num sinal fechado de madrugada é xingado barbaramente por outros motoristas, quando não ameaçado ou agredido. Acho que se poderia criar um Medidor de Irãfobia, com base nos noticiários. Abraço, JH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salam JH, muito obrigada por seu comentário e observações muito interessantes. Na minha opinião, palavras como essas, Islamphobia, Iranphobia, xenofobia... seja o que for não deveriam nem existir! Mas já que existem, estou fazendo minha parte para reverter essa tendência. Acabei de inventar uma nova palavra que tal Persofilia? rsrs Em contrapartida descobri que existe um ramo de estudo chamado iranologia em algumas universidades do mundo, inclusive na UnB aqui no Brasil. Não é interessante?
      Espero que queira compartilhar a sua experiência conosco aqui no blog também, falamos por e-mail.
      Abraços e ótima semana!

      Excluir
  5. Salam Aleikum Janaina

    Você nem imagina o quanto estou feliz por encontrar o seu blog !!! E, respondendo a sua pergunta... eu não viajaria para o Irã.. eu VOU VIAJAR PARA O IRÃ !!!! Sim, vou realizar um dos grandes sonhos da minha vida.
    Embarco no dia 13 de outubro próximo para uma viagem de 13 dias por esse país maravilhoso que desde sempre me encantou. Há tempos eu tentava encontrar uma agência brasileira que oferecesse pacotes para lá. Felizmente, encontrei uma, aqui no Rio de Janeiro ... O roteiro me pareceu bem legal.. Tehran, Shiraz, Yazd, Isfahan, Kashan, passando por Persépolis, pelas ruínas de Passárgada.. enfim, a viagem dos meus sonhos. Sou apaixonada pelo Oriente Médio e, principalmente pela Pérsia.
    Me interesso muito pela cultura islâmica e já estudei muito o Sufismo. Enfim, estou animadíssia e sei que será uma viagem maravilhosa. Tenho ainda algumas dúvidas e espero que alguém possa me ajudar. Não sei como costuma estar a temperatura no Irã durante o mês de outubro... também não faço idéia do câmbio... qual a melhor moeda para levar ( dólares ou euros )... tenho dúvidas a respeito de poder usar ou não cartão de crédito... enfim... se alguém puder me ajudar com essas informações o outras, vou adorar.
    Muito obrigada e parabéns pela sua iniciativa.

    ResponderExcluir
  6. Salam querida, seja sempre bem-vinda!
    Cada comentário que recebo neste blog para mim é uma grata surpresa. É uma grande alegria saber que existem pessoas que amam essa cultura o tanto quanto eu. Devido a escassez de fontes em português sobre essa cultura, resolvi tomar esta iniciativa e imagino que muita gente se beneficie das informações que compartilho aqui.
    Este roteiro que vc escolheu é um dos mais tradicionais e quase o mesmo que um outro amigo meu fez.. a exceção de Kashan, o qual ele optou por uma visita ao Mar Cáspio.
    Mas respondendo as suas perguntas:
    Em outubro é outono no Irã, as temperaturas devem variar bastante de acordo com as cidades. Em Tehran pode estar em torno de 15° graus e em Yazd pode estar um calor de 30°. Mas, provavelmente a sua agência tenha informações mais detalhadas.
    Quanto ao câmbio, é mais aconselhável que se leve euros (mais fáceis de trocar), e pelo que sei cartões de crédito praticamente não existem no Irã, tudo deve ser pago com dinheiro em espécie. Confira essa matéria aqui:
    http://viajeaqui.abril.com.br/materias/ira-teera-persepolis-shiraz
    Espero que tenha ajudado. E tenho certeza que sua viagem será lindíssima e marcante para toda a vida!

    Abraço carinhoso!

    ResponderExcluir
  7. eu morro de curiosidade! pois meu marido eh iraniano, ainda nao tivemos oportunidade de ir... ele quer ir ao brasil primeiro...
    Eu adorooo a comida deles. Vou em restaurante iraniano aqui na Inglaterra toda semana... prefiro muitoo mais doq brestaurante brasileiro q deixa muito a desejar.

    Iranianos adoram brasileiras viu! EU conheco vaaarios aqui casados com brasileiras... Eu e mais 2 amigas tbm somos casadas com iranianos. Eles sao homens muito educados e otimos pais!

    Deixa o brasileiro no chinelo hehehehe E nao tem nada de machistas nao!

    Estou adorando o blog!

    Bjs
    Li

    ResponderExcluir