HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Chá de Lima da Pérsia: que "bicho" é esse?

"Há conhecimento de dois tipos: sabemos sobre um assunto, ou sabemos onde podemos buscar informação sobre ele." 
- Samuel Johnson

Salam alaikum amigo do Chá de Lima da Pérsia! Este post é dirigido a você! Você mesmo que está acompanhando este blog a alguns meses, publicamente ou anonimamente, você falante ou não de português (please use translate this blog). Minhas primeiras palavras são de agradecimento. Em primeiro lugar pelas mensagens e elogios que tenho recebido por minhas pesquisas e, por que não, pelas críticas construtivas também! 
Através destas mensagens, pude sentir um fenômeno que pouca gente percebe: AS PESSOAS ESTÃO SEDENTAS POR INFORMAÇÕES SOBRE CULTURA! Mas quem está disposto a se dar ao trabalho de ir atrás da informação, ao invés de ficar esperando passivamente por migalhas de cultura na TV aberta, ou sites de entretenimento? 
Quero falar especificamente de informações sobre o Oriente Médio. Tenho percebido que é muito raro ver na programação da televisão brasileira algum programa que veicule informações sobre a cultura árabe, turca, persa ou até mesmo indiana (embora já fora do Oriente Médio, ainda tem gente que confunde árabe com indiano!). E quando finalmente algum programa na TV aberta " resolve dar uma palhinha sobre cultura árabe (coisas do Irã só passam na mostras de cinema culturetes) aí vem a "salada russa", o "samba do crioulo doido", o "milk-shake". Não preciso nem citar o nome dos programas... Tudo que é oferecido para nós na mesma bandeja é uma bela e bem produzida tenda árabe, com leitura de borra de café, culinária sírio-libanesa, apresentações de danças do ventre misturada com dabke e discussões clichê sobre roupas islâmicas! Quem aí sabe diferenciar, burka de hijab? Se você sabe, com certeza não foi a TV que ensinou...
Tenho de 90 a 80 % de certeza que você que está lendo este blog, também se interessa por cultura árabe, do Oriente Médio e adjacências... Então posso dizer com segurança, que assim como eu, você também tinha ficado empolgado com os fenômenos "O Clone" e "Caminho das Índias"... Todo mundo falando "inshallah", "are baba", comprando CD e querendo aprender a dançar raks el sharq e bangra. Mas e depois que a novela acabou? Pergunte se alguém sabe onde encontrar música árabe ou indiana?
Então aonde as pessoas vão pesquisar? Na internet é claro... daí vão topar com centenas de blogs criados por gente como eu e você...  E na minha opinião sinceramente, estes blogs que tenho lido por aí, estão dando um show de informações sobre cultura ao mesmo tempo que tem me inspirado a escrever mais e mais aqui no nosso "Cházinho da Pérsia". Através destes blogs é que  fico sabendo mais rápido sobre livros que as pessoas leram, músicas que as pessoas ouviram e filmes que assistiram sobre os diversos países dessa região.
Como eu já disse antes, o motivo que me levou a criar este blog falando de Irã, Irã e Irã foi a minha sede e fome voraz por informações a respeito deste país. Eu não me contento com um mínimo de informações que encontro em um site ou outro. Quero também compartilhar minha experiência pessoal com essa cultura e como ela afeta de maneira positiva minha relação com a realidade em que vivo.  
Por isso quero fazer um convite a você, que assim como eu quer utopicamente mudar essa realidade de desinformação e ignorância sobre Oriente Médio. Divulgue da maneira que puder, aquilo que você leu, assistiu ou pesquisou sobre estas culturas. Se não quiser escrever um blog, compartilhe no facebook, twitter, orkut, youtube, Google + ... sei lá o que mais... Existe mais gente curiosa e inteligente querendo saber destas valiosas informações que você acabou de reter!
Quando as pessoas  se deparam com alguma notícia que as chocam positivamente ou negativamente elas simplesmente param para ver. E você quando vê esse blog, com essa mistura toda de frutas cítricas e um copo de chay  com a bandeira do Irã, qual é sua primeira reação? Ignorar ou ver que "bicho é esse"?
E para finalizar, gostaria de agradecer de coração a todas as pessoas que conheci através deste blog, mesmo que sejam consideradas amizades virtuais, as contribuições que me trazem não tem nada de virtual. E quem tiver algum conhecimento guardado aí, que passe adiante...

Um grande e carinhoso abraço a todos, Khoda Hafez!


4 comentários

  1. Que crônica linda, Jana! Você se expressa muito bem...
    Espero que poste mais delas, que tal uma vez por semana?
    Mesmo as pessoas que não comentam, provavelmente se emocionam com um blog "documentário" tão esmerado.
    Quando eu não tinha conta, também jamais comentava, considerava estranho postar como anônimo.
    Um excelente fim de semana!
    Cri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Cris, fico tão feliz em saber que você leu e gostou... Eu realmente estou pensando em escrever mostrando minha opinião com maior frequência. Só não escrevo toda semana, porque tenho medo de ficar repetindo toda hora as mesmas ideias. Eu pensava que ninguém gostava de ler textos longos em um blog. Mas andei percebendo que embora as pessoas não comentem tanto, elas realmente acompanham. Isso que você falou faz todo sentido, talvez alguns leitores realmente não querem colocar postagem como anônimas...

      Um abraço carinhoso e ótimo fim de semana!

      Excluir
  2. Salam Janaina !!

    Este post parece ter saído do seu coração, né habiba ?
    Acho que realmente estamos tento alguma coisa de telepatia.
    Estava pensando nisso! As pessoas começaram a ter sede de conhecimento, saber mais de outras culturas e vem cheias de duvidas mas ter duvida é algo muito bom e se elas chegam até os blogs sobre oriente médio é porque as pesoas estão começando a ter discernimento e não acredita em tudo que a TV mostra gerlamnete em forma de salada cultural e causando mais confusão.
    Árabe é árabe, indiano é indiano .... não dar pra colocar em unico saco e fazer um samba do crioulo doido.
    O Chá de Lima da Pérsia é escrito com esmero e traz sempre informações uteis e cultura, porque afinal se o mundo todo fosse igual....sério um tédio imenso.

    Bauce

    ResponderExcluir
  3. Salam Andréia!!
    Isso é verdade, estamos conectadas por uma anteninha invisível rsrs... Mas é real, as pessoas estão cheias de dúvidas, e ter dúvidas já é um ótimo sinal de inteligência, que querem explorar e ir além do básico e da mesmice que se vê na mídia. Realmente, o que faz o nosso mundo mais belo é a diversidade de pessoas e pensamentos. Muito obrigada por suas palavras e também continue sempre com seu jeito descontraído e informativo de escrever em seu blog que eu também sou fã!

    Um grande bause!!

    ResponderExcluir