HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Forough Farrokhzad: "A Casa é Escura"


Khaneh siah ast"A Casa é Escura" é um aclamado documentário curta-metragem de 1962 dirigido pela amada e controversa poetisa e escritora iraniana Forough Farrokhzad.
Não há palavras para descrever a genialidade deste filme que traz o cotidiano do leprosário Behkadeh Raji em um vilarejo azeri, fundado em 1961 por Farah Pahlavi e considerado um modelo de excelência no cuidado aos leprosos na época. Este é um filme realista, forte e incômodo, mas vale a pena ser assistido por dar voz e sentimentos a essas pessoas  invisíveis e intocáveis que vivem em uma sociedade a parte do resto do mundo.Mostrando de forma crua os efeitos devastadores da lepra e as condições de vida de pessoas que estão excluídas da sociedade por sua doença ao mesmo tempo que reflete sobre a beleza da criação através dos versos narrados pela própria autora trazendo passagens do Antigo Testamento, do Alcorão e de seus próprios poemas. Diz-se que durante as filmagens, a diretora se apegou tanto a uma das crianças do leprosário que acabou adotando-a posteriormente. Este foi o único filme dirigido por  Farrokhzad antes de sua trágica morte em um acidente de carro em 1967 aos 32 anos.
Apesar de este filme não ter sido muito divulgado fora do Irã em seu ano de lançamento, foi considerado um marco, que abriu caminho para o conhecido movimento New Wave do cinema iraniano. 

 ATENÇÃO: Este filme contém cenas impressionantes que podem chocar pessoas sensíveis 


Documentário completo | PB | 20 min | Legendas em Português


Adoce o chá com seu comentário!

Postar um comentário