HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Sizdah-Bedar, o feliz encerramento do Nowruz

Hoje os iranianos celebram o 13° dia do Ano Novo, que marca também o fim das férias escolares para as crianças e a volta ao trabalho para os adultos. Neste dia as famílias deixam suas casas e fazem passeios ao ar livre, jogos e piquenique nos parques ou nas montanhas em harmonia com uma nova estação que se inicia. Esta tradição é chamada Sizdah Bedar , que pode ser traduzida como "evitar o dia 13", ou "dia 13 fora de casa" (sizdah significa 13 que muitos acreditam ser um número de azar). Este divertido passeio envolve todos os membros da família e destina-se a encerrar a as comemorações do Nowruz de forma positiva e relaxante. O conceito de evitar o número treze simboliza o desejo de afastar todo o mal no ano novo.
Famílias celebram o Sizdah Bedar em parque de Teerã
Este é o último dia de comemoração do Nowruz e a vida voltará ao normal, no dia seguinte. As escolas reabrem e as lojas, escritórios e agências do governo voltam à atividade. Então para muitos, essa é a última chance de passar um tempo livre com a família e os amigos e apreciar o  frescor da primavera.
Acredita-se que Sizdah Bedar também seja um dia especial para pedir a benção da chuva. No Irã antigo, cada dia tinha seu próprio nome e pertencia a um anjo diferente. O dia 13 de Farvardin pertencia ao anjo da chuva que é retratado como um cavalo, portanto o Sizdah-Bedar é também um dia propício para os jogos competitivos em especial aqueles que envolvem cavalos.
Neste dia, as moças e rapazes dão um nó em uma folha de grama e fazem um pedido para que possam encontrar um bom marido ou esposa. Quando o nó se abrir (acredita-se que) a sua sorte será aberta e os seus desejos se tornaraão realidade. Recém-casados ​​também fazem este ritual na intenção de terem um bebê, uma casa ou outros desejos que queiram. A amarração da grama representa a união de um homem e uma mulher. Esta é a canção que as meninas cantam enquanto fazem o nó: "Sizdah-Bedar sal-e deegar khooneh shoohar, bacheh baghal", que se traduz em: "No próximo Sizdah-Bedar, na casa do meu marido, segurando um bebê!"
Um outro ritual interessante realizado no final do dia de piquenique é o de jogar fora o sabzi utilizado na mesa do Haft-Sin. Acredita-se que o sabzi  tenha recolhido todas as dores, doenças e males no caminho da família durante todo o ano que vem! Isto significa que tocar o sabzi de outra pessoa ou trazê-lo para casa não é, portanto, uma boa ideia e pode resultar na absorção de sua dor e sofrimento.

Moças solteiras fazem o ritual de dar um nó em uma folha de grama
O ritual de jogar fora o Sabzi
Fonte: Farsinet.com


Um comentário

  1. Oi Janaina! Eu me lembrei de você quando descobri a Shirin. Como eu disse, achei o trabalho dela extremamente genial. Estou passando daqui para lhe agradecer sempre por me enriquecer com o seu conhecimento e cultura, sobre o Irã.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir