HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Um pouco de Informação é sempre bom

Fazer um blog sobre cultura iraniana não é uma tarefa fácil, principalmente por ser este um país tão exótico aos olhos ocidentais. Apesar de ser alvo da antipatia americana, o Irã vêm despertando uma crescente curiosidade no mundo. Por esse motivo trago aqui um poquinho de informações para quem ainda está se perguntando: Irã? Mas que  país é este?



 O Irã não é um país árabe...
  • O nome oficial do país é República Islâmica do Irã.
  • Irã significa “Terras dos Arianos”. Os arianos eram tribos de origem indo-européia (povos da Europa e Ásia que falam línguas com parentescos entre si) que habitaram a região do atual Irã no terceiro milênio a. C. e, de lá, se espalharam por Oriente Médio e Ásia. 
  • Apesar de serem muçulmanos e viverem em um país asiático do Oriente Médio, os iranianos tem parentescos étnico e linguístico com os europeus, não com os árabes. 
  • A língua falada no Irã é o persa (ou farsi), uma língua do ramo indo-europeu. O persa também é falado em boa parte do Afeganistão, Uzbesquistão, Turcomenistão e outros países da região.
  • Uma curiosidade muito interessante: até hoje os iranianos usam a palavra ariano para se referirem a si mesmos como povo.
 É Irã ou Pérsia? 
  • Até 1935, o Irã era conhecido no Ocidente como Pérsia.
  • As ruínas de Persépolis no Irã foram declaradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1979.
  • A maior parte do território persa é conquistada pelos árabes entre os anos 643 e 650, provando mudanças profundas na religiosidade do povo. Os persas conhecem o Islã que, aos poucos, é assimilado por sua cultura.
  • Com a Revolução Islâmica (1979), a sharia (código de leis islâmicas) é instituída no país.
  • O zoroastrismo é a religião mais antiga do país. Apesar de representarem uma minoria, (uma gota d´água no oceano islâmico) os zoroastristas mantém a tradição da religião criada pelo profeta persa Zaratustra.
 E como é o Irã hoje em dia ?
  • Um dos automóveis que mais circulam nas ruas de Teerã atualmente (ano de 2011) é o Peugeot 206 – que, aliás, é conhecidíssimo dos brasileiros.
  • As mulheres iranianas são obrigadas a cobrir os cabelos. Há, no entanto, uma diferença entre as de idade avançada e as jovens. Enquanto as mulheres mais velhas (e mais religiosas) não deixam um fio à mostra, as mais jovens exibem a franja – normalmente caindo sobre a testa. As iranianas jovens gostam muito de se maquiar.
  • As iranianas tem maior liberdade em comparação com as mulheres de outros países islâmicos (Arábia Saudita, Iêmen e Afeganistão, por exemplo). Elas podem sair de casa sozinhas, dirigir, estudar e usar maquiagem.
  • Festas ao estilo ocidental são proibidas oficialmente (principalmente se houver bebida alcoólica!). A música ocidental também não é bem-vinda. Ainda assim, os jovens dão um jeitinho de baixar e escutar músicas ou clipes de Red Hot Chilli Peppers, Eminem, Metallica…
Baseado no blog Mais que Curiosidade!


Um comentário

  1. Como uma iraniana de berço posso dizer q foi muito bem resumido e escrito! Parabéns

    ResponderExcluir