HOME SOBRE DIÁRIO DE VIAGEM LÍNGUA PERSA SEU GUIA FAQ CONTATO LOJINHA

Morteza Katouzian: mestre da pintura contemporânea

Auto retrato de Morteza Katouzian
Morteza Katouzian nasceu em 1943 em uma família de classe média de Teerã, e desde a infância aprendeu a amar a  pintura. Ele se dedicou a aprender esta arte sem ajuda de qualquer professor. Em 1960, começou a trabalhar com artes-gráficas e pintura profissional tendo criado vários cartazes, logotipos, capas de livros e brochuras. Em 1974, realizou em Teerã a premiada Exposição Graphics International intitulada "Fome na África", patrocinada pela organização internacional IAA.
Katouzian também foi um dos fundadores do sindicato dos artistas gráficos nos anos que antecederam a revolução e durante os últimos anos,  participou de várias exposições colectivas e realizou 4 exposições individuais que foram "as mais visitadas" da história da arte no Irã, devido à qualidade impecável de suas obras que mostram um olhar afetuoso sobre os seres humanos e detalhes do cotidiano com uma técnica hiper-realista.  ele foi premiado com a citação da UNESCO por seus 50 anos de atividades no campo da pintura e seus 30 anos de ensino.  Através de seu esforço, um livro de pinturas de seus alunos foi publicado em 2005 que agora são reconhecidos pintores e artistas iranianos.
Morteza Katouzian já teve quatro livros de pinturas publicados e muitos de seus trabalhos são apresentados como cartazes. Cinco de suas pinturas estão no Museu de Arte Contemporânea  de Teerã e muitas  foram adquiridas por colecionadores iranianos e estrangeiros. 
Além de um grande artista Morteza também se dedicava ao esporte. Em 1970, ele foi o primeiro faixa preta em karatê do Irã e nos anos seguintes também treinou alguns lutadores que competiram nesta arte marcial pela  República Islâmica do Irã.

Confira aqui algumas das incríveis pinturas de Morteza Katouzian: 

Anos de solidão, 2007
Uma jovem, 2000
Crianças, 1997
Estranhos familares, 1995
S/título, 1990
S/título, 1990
Dona de casa, 1986
Em memória de Parvin Etessami, 1985
A Carta, 1984
O alerta vermelho, 1980
Texto baseado em:  Morteza Katouzian Web Site


2 comentários

  1. Que maravilha de artista, impressionante seu realismo. Obrigada por apresentar a esse artista.

    ResponderExcluir